Análise Comparativa In Vitro do Desgaste Promovido nos Terços Cervical e Medio dos Canais Radiculares Mésio-vestibulares de Molares Superiores pelo Sistema K3 e Limas Manuais Associadas a Brocas Gates Glidden

Fernanda Ullmann LOPEZ, Gabriel FERRONATO, Orlando LIMONGI, Fernando BARLETTA, Luis Eduardo IRALA

Resumo


A instrumentação dos canais radiculares é uma das etapas mais importantes da terapia endodôntica. Este estudo realizou
uma análise comparativa do desgaste promovido nas paredes mesial e distal do canal mésio-vestibular de molares superiores, terços cervical e médio, pela associação das brocas Gates Glidden (Dentsply Maillefer, Ballaigues, Switzerland)) com limas manuais e pelo sistema automatizado K3 (SybronEndo, CA, USA). A amostra consistiu em vinte raízes que foram, primeiramente, incluídas em uma modificação da mufla proposta por Bramante et al (1987). Após a inclusão, as mesmas foram seccionadas transversalmente em duas superfícies de observação, 1 mm além do orifício de entrada do canal e 1mm aquém do início dacurvatura. O preparo cervical de dez raízes foi realizado com as brocas Gates Glidden números 1 e 2, sendo a instrumentação concluída com limas manuais. As outras dez raízes tiveram seus condutos preparados pelo sistema K3. As espessuras de dentina das paredes analisadas foram medidas antes e após os preparos através do uso de um microscópio metalográfico (Union), com ocular graduada, no aumento de 50x. Os resultados demonstraram valores médios de desgaste nas paredes analisadas maiores nos preparos realizados com a associação das brocas Gates Glidden e limas manuais. Somente na parede distal 1mm da entrada
do canal o sistema K3 apresentou o valor médio pouco superior. Os dados foram submetidos ao Teste t de Student para amostras não pareadas, não apresentando diferenças estatisticamente significantes.
Concluiu-se através deste trabalho, que as técnicas de preparo apresentam um desempenho semelhante quanto ao desgaste radicular dos terços cervical e médio.

Palavras-chave


Brocas Gates Glidden; Sistema automatizado k3; Preparo do canal radicular

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2177-0018.2953