Bacteriologia da periapicopatias agudas

Elaine Vianna Freitas FACHIN, Adelina MEZZARI

Resumo


O conhecimento mais aprofundado sobre a microbiologia endodôntica é um recurso fundamental para entender o papel das bactérias na origem e desenvolvimento dos processos patológicos apicais, bem como oferecer subsídios para a instituição de uma terapêutica adequada. Trata-se de trabalho in vivo com o propósito de investigar a composição bacteriana das periapicopatias agudas, identificando os microrganismos encontrados nos canais radiculares de 11 dentes necróticos de 11 pacientes. O resultado da cultura bacteriológica para aeróbios e anaeróbios foi negativo em cinco dentes. Em uma amostra foram identificados dois microrganismos (Staphylococcus sp. coagulase negativo e Peptostreptococcus sp.). Nos outros casos foram obtidas culturas puras de Peptostreptococcus sp., Fusobacterium nucleatum, Enterococcus faecalis, Streptococcus agalactiae e Streptococcus sp., grupo viridans. Nesse estudo foi possível identificar algumas bactérias potencialmente patogênicas em pariapicopatias agudas, tais como Peptostreptococcus sp., Fusobacterium nucleatum, Streptococcus sp., grupo viridans e Enterococcus faecalis. No entanto, a técnica empregada pode não ter sido adequada para determinar a composição bacteriana específica das periapicopatias agudas, considerando que não houve crescimento bacteriano em quase metade das amostras, bactérias anaeróbias foram isoladas em apenas três dos 11 casos e que culturas mistas foram identificadas em apenas uma das amostras.

Palavras-chave


Endodontia; Bacteriologia; Canal radicular; Infecção; Periapicopatia aguda

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2177-0018.16728

e-ISSN 2177-0018 / ISSN 0566-1854