Mercado de trabalho: perfil do acadêmico de odontologia da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Sonia M. Blauth de Slavutzky, Claídes Abbeg, Rosana Fávero Gross, Marco Aurélio Camargo da Rosa

Resumo


A proposta deste estudo foi compreender o momento da escolha profissional, buscando perceber a implicação de fenômenos sociais e pessoais estabelecidos neste contexto. A investigação procurou, também, evidenciar como as relações inter e intrapessoais, as percepções e os sentimentos influenciam o processo de escolha profissional e suas expectativas em relação à profissão no futuro. Para isso, na tentativa de traçar um perfil do acadêmico de odontologia da FOUFRGS, realizou-se um questionário com alunos do 6°semestre, anos 1998, 1999, 2000 e 2001, na disciplina de Economia Profissional, do Departamento de Odontologia Preventiva e Social. Os questionários foram preenchidos em sala de aula, ao final de cada semestre, e o processo de análise permitiu a interpretação dos seguintes resultados básicos: 75% dos acadêmicos fizeram a escolha por ser uma profissão liberal e por vocação; 62% dos estudantes buscam satisfação pessoal; a maioria absoluta alega que não escolheu a especialização que deseja fazer e 57% desejam trabalhar, logo após a formatura, em consultório próprio individual, consultório compartilhado ou clínica própria compartilhada.

Palavras-chave


Estudantes de odontologia; Mercado de trabalho, Currículo universitário; Decisão profissional

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2177-0018.104130

e-ISSN 2177-0018 / ISSN 0566-1854