Insulamento ou isolamento? A articulação do Ministério das Relações Exteriores no âmbito do Governo Federal (2000 – 2011)

Paulo Ricardo Diniz Filho

Resumo


O presente artigo avalia as conseqüências do insulamento burocrático enquanto estratégia de atuação do Ministério das Relações Exteriores (MRE) no âmbito da Administração Federal. Para tanto, toma a participação do MRE no Orçamento Geral da União entre os anos de 2000 e 2011 como medida de sucesso, em comparação com instâncias estatais selecionadas.


Palavras-chave


Relações Internacionais; Política externa; Administração pública.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2178-8839.26870



Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

 

Conjuntura Austral - ISSN: 2178-8839

       UFRGS