PRODUTIVIDADE NOS SERVIÇOS NO RIO GRANDE DO SUL: DINÂMICA, ESPECIALIZAÇÃO E DESEMPENHO

Paulo de Andrade Jacinto, Eduardo Pontual Ribeiro

Resumo


O setor de serviços responde pela maior parte do valor adicionado da
economia gaúcha e por grande parte do emprego no estado. Apesar de não ser
visto como motor da economia, seu desempenho pode ser determinante para o
crescimento da renda. Apresenta-se uma análise inédita da evolução da produtividade
desse setor de serviços no Rio Grande do Sul, comparando-se seu patamar, evolução
e estrutura com os do Brasil. A estrutura produtiva e a produtividade nos serviços
no estado apresentam semelhanças com as do país. A evolução da produtividade
no período é negativa, em que ganhos nominais são revertidos quando avaliados a
preços constantes. Utilizando-se decomposições shift-share, conclui-se que a dinâmica
agregada dos serviços no Brasil e no Rio Grande do Sul depende principalmente do
comportamento intra-setorial, com tímido efeito da mudança estrutural e do bônus
estrutural.


Palavras-chave


Serviços; produtividade; Decomposição

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.71417

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456