O MANDO DE CAMPO EM CLÁSSICOS: OS CASOS BRA-PEL E GRE-NAL

Cláudio Shikida, Andre Carraro, Ari Francisco Araujo Júnior

Resumo


Este artigo testa a hipótese de existência de feito de mando de campo em jogos de futebol. Utilizam-se as informações de dois clássicos do futebol gaúcho, o Grêmio Football Porto-Alegrense contra o Sport Club Internacional (Gre-Nal) e o Grêmio Esportivo Brasil contra o Esporte Clube Pelotas (Bra-Pel). Encontram-se evidências do mando de campo para ambos os times do primeiro clássico, mas para apenas o Esporte Clube Pelotas no caso do segundo. Um teste de robustez para jogos realizados em campo neutro não encontrou efeito de mando de campo. Adicionalmente, testou-se o efeito carryover e, nesse caso, encontraram-se evidências, assimetricamente, apenas no clássico Bra-Pel para o Brasil de Pelotas.


Palavras-chave


Economia dos esportes; Efeito mando de campo; Análise de desempenho

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.69288

 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456