A ECONOMIA EVOLUCIONISTA: UM CAPÍTULO SISTÊMICO DA TEORÍA ECONÔMICA?

Hugo E. A. da Gama Cerqueira

Resumo


Alguns autores têm sugerido que a ciência contemporânea vem passando por uma mudança de paradigma: de uma visão de mundo mecanicista para uma visão holística ou sistêmica. Esta transição seria perceptível em várias disciplinas, começando, a partir dos anos 20, na biologia e se estendendo a outras áreas. O artigo discute em que medida é possível reconhecer a presença do novo paradigma na ciência econômica. Há elementos que nos autorizem a falar de uma vertente sistêmica no pensamento econômico? Uma resposta afirmativa a esta questão é apresentada com base na análise das origens e principais características da economia evolucionista.

Palavras-chave


Economia evolucionista. Reducionismo. Teorias sistêmicas.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.10685



 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456