O "ESTADO ESTACIONÁRIO" NA ECONOMIA CLÁSSICA

Gentil Corazza

Resumo


Este artigo pretende analisar a idéia de "Estado Estacionário" no âmbito da economia clássica, particularmente na obra de Smith, Ricardo e Stuart Mill. Estes autores centraram sua atenção na questão do crescimento econômico a longo prazo e na possibilidade, sempre presente, de que este crescimento venha a se interromper. O "Estado Estacionário" decorre da própria lógica da concepção clássica do crescimento: o estado progressivo desemboca, necessariamente, no "Estado Estacionário".

Palavras-chave


Estado estacionário. Economia Clássica.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2176-5456.10376

 
.........................................................................................................................................................................................................................

Indexadores


 PROPESQ  PROPESQ PROPESQ   PROPESQ      PERIÓDICOS UFRGS


 
.........................................................................................................................................................................................................................

Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Faculdade de Ciências Econômicas
Revista Análise Econômica
ISSN 0102-9924 / e-ISSN 2176-5456