Intoxicação por Trema micrantha (Ulmaceae) em caprinos e bovinos

Sandra Davi Traverso

Abstract


Nos dois primeiros artigos deste estudo descrevem-se a ocorrência de duas intoxicações espontâneas por

 

Trema micrantha em caprinos. Características clínicas e patológicas da hepatite tóxica aguda causada por Trema são comparadas com as diferentes plantas que causam hepatite tóxica aguda. O terceiro artigo desse estudo descreve a intoxicação experimental por Trema micrantha em bovinos. Foram intoxicados 13 animais. Oito bovinos manifestaram sinais clínicos e seis desses morreram. Os sinais clínicos iniciavam a partir de 16 horas após a ingestão da planta. As mortes ocorriam entre 67 a 153 horas após a ingestão da planta. Os bovinos apresentavam apatia, sialorréia, fraqueza progressiva, coma e morte. A lesão mais importante foi observada no fígado, que era friável, com padrão lobular acentuado e áreas de hemorragia. Um animal apresentou edema perirrenal, rim pálido com hemorragias petequiais. Necrose massiva associada a hemorragia acentuada foi observado no fígado de cinco bovinos. Um animal apresentou necrose centrolobular. No sistema nervoso central de 5 animais foram observados edema perineuronal e perivascular com basofilia e retração de neurônios. Necrose tubular renal foi observado em 2 bovinos. Trema micrantha causou sinais clínicos com 50g/kg e morte a partir de 54g/kg de peso vivo.


Keywords


Necrose hepática; Trama micrantha; Intoxicação



DOI: https://doi.org/10.22456/1679-9216.15013

Copyright (c) 2018 Sandra Davi Traverso

Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 4.0 International License.