DESAFIOS TRADUTÓRIOS EM CLARICE LISPECTOR: UMA ANÁLISE DE DUAS TRADUÇÕES DO CONTO "A REPARTIÇÃO DOS PÃES"

Maiara Rosa Viegas

Resumo


Clarice Lispector é uma escritora do cânone da Literatura Brasileira cuja escritura peculiar e ímpar já foi tema de análise de diversos teóricos e críticos literários. Suas obras já foram muito traduzidas para vários idiomas, e algumas das características da escritura de Clarice podem ser desafiadoras para os seus tradutores, tais como a fragmentação do texto e a repetição. Este estudo tem como objetivo analisar duas versões para o inglês do conto A Repartição dos Pães (1964), de Clarice Lispector, de forma a compreender como os tradutores Giovanni Pontiero e Eloah Giacomelli resolveram tais desafios tradutórios. Foi feita uma análise contrastiva com o auxílio do software AntConc 3.2.4w, utilizado de forma a alinhar o texto original, em português, e suas duas traduções, conforme descrito por Becker (2013). Teve-se como base teórica as contribuições de Venuti (1995) para os Estudos da Tradução, principalmente as estratégias tradutórias de estrangeirização e domesticação. Como resultado, observou-se neste trabalho que, no item repetição, os dois tradutores analisados tenderam à estrangeirização, enquanto no item fragmentação do texto, Pontiero utilizou-se mais da estratégia de estrangeirização, enquanto Giacomelli preferiu a domesticação.  


Palavras-chave


Tradução literária; Clarice Lispector; AntConc; Domesticação; Estrangeirização.

Texto completo:

PDF


ISSN eletrônico: 2236-4013


Licença Creative Commons
Este trabalho está licenciado com uma Licença Creative Commons Attribuition 3.0.


Indexadores: 


 

 

cariniana 2

 

TRANSLATIO
Instituto de Letras
Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Av. Bento Gonçalves, 9500, CEP 91540-000
Porto Alegre - RS
Email: translatio.ufrgs@gmail.com