Tecendo falas e problematizando olhares no cotidiano escolar: a compreensão dos alunos do ensino médio no estudo das religiões afro-brasileiras

Lueci da Silva Silveira

Resumo


Este artigo aborda uma reflexão e compreensão dos alunos do ensino médio da Escola Técnica Estadual Senador Ernesto Dornelles no estudo das religiões afro-brasileiras. Como fundamentação teórica tratou-se do conceito e importância do ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e a discussão da Lei nº 10.639/03, um dos balizadores da constituição de uma educação anti-racista no cotidiano escolar. Como metodologia, foi realizada uma entrevista com 6 alunos participantes. A questão que norteou a entrevista levou em conta principalmente o significado para eles do estudo de um dos principais elementos da cultura afro-brasileira. Conclui-se que os alunos compreendem que o estudo das religiões afro-brasileiras atua de forma de combater o racismo e de exaltar a história e cultura do povo negro para a nossa sociedade. 


Palavras-chave


Cultura afro-brasileira; Lei nº 10.639/2003; Racismo (Cotidiano escolar)

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Lei nº 10.639, de 9 de janeiro de 2003. Altera a Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional, para incluir no currículo oficial da Rede de Ensino a obrigatoriedade da temática "História e Cultura Afro-Brasileira", e dá outras providências. Brasília, DF, 2003. Disponível em: < http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2003/l10.639.htm>. Acesso em: 28 jun. 2014.

DAYRELL, Juarez. O rap e o funk na socialização da juventude. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 28, n. 1, p. 117-136, jan./jun. 2002.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo: Atlas, 2009.

LOPES, Vera Neusa. História e cultura afro-brasileira. Revista do Professor, Porto Alegre, ano: 25, n. 25, p. 13-17, jul./set. 2009.

MACEDO, José Rivair. História da África. São Paulo: Contexto, 2013.

MACEDO, José Rivair. Os educadores em face da legislação antirracista: o desafio necessário. In: BITTENCOURT JUNIOR, Iosvaldyr Carvalho; SABALLA, Viviane Adriana (Org.). Procedimentos Didáticos-Pedagógicos Aplicáveis em História e Cultura Afro-Brasileira. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2012. p. 29-34.

MATTOS, Regiane Augusto de. História e Cultura Afro-Brasileira. São Paulo: Contexto, 2009.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Conselho Nacional de Educação. Parecer nº CNE/CP 003, de 10 de março de 2004. Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnico-Raciais para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana. Brasília, DF, 2004. Disponível em: . Acesso em: 5 jul. 2014.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade. Educação Anti-racista: caminhos abertos pela Lei Federal 10.639/03. Brasília, DF: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2005.

OLIVEIRA, Maria Marly de. Como fazer pesquisa qualitativa. Recife: Edições Bagaço, 2005.

OLIVEIRA, Ronaldo Jorge R. de. Tecendo um olhar descolonizante: a Lei nº 10.639/2003 e suas possibilidades de pensar a diversidade. In: SANTOS, José Antônio dos; CAMISOLÃO, Rita de Cássia; LOPES, Vera Neusa (Org.). Tramando falas e olhares, compartilhando saberes: contribuição para uma educação anti-racista no cotidiano escolar. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2008. p. 39-46.

RAMOS, Tanise Müller; KAERCHER, Gládis Elise Pereira da Silva. Educação para a diversidade na perspectiva etnicorracial: desafios para a construção de uma prática pedagógica antirracista na escola contemporânea. In: TONINI, Ivaine Maria; KAERCHER, Nestor André (Org.). Curso de Aperfeiçoamento Produção de Material Didático para Diversidade. 2. ed. Porto Alegre: Triunfal Gráfica e Editora; Editora da UFRGS, 2013. p.111-142.

RIBEIRO, Simone. Uma Pedagogia em Movimento: contribuições da capoeira na construção da autonomia. 2010. 47 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação)-Faculdade de Educação, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Porto Alegre, 2010. Disponível em: . Acesso em: 22 jun. 2014.

ROCHA, Rosa Margarida de Carvalho. Pedagogia da Diferença: a tradição oral africana como subsídio para a prática pedagógica brasileira. Belo Horizonte: Nandyala, 2009.

SILVA, Paulo Sérgio da. Chuta que é macumba. In: SANTOS, José Antônio dos; CAMISOLÃO, Rita de Cássia; LOPES, Vera Neusa (Org.). Tramando falas e olhares, compartilhando saberes: contribuição para uma educação anti-racista no cotidiano escolar. Porto Alegre: Editora da UFRGS, 2008. Cap. 3, p. 95-104.

SILVA, Petronilha Beatriz Gonçalves e. Aprendizagem e ensino das africanidades brasileiras. In: MUNANGA, Kabengele. Superando o racismo na escola. Brasília, DF: Ministério da Educação, Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade, 2005.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista do Lhiste – Laboratório de Ensino de História e Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Porto Alegre

ISSN 2359-5973