Implicações do uso de mídias e de novas tecnologias no ensino de História

Esdras Carlos de Lima Oliveira

Resumo


Ao longo desse texto, pretendemos tecer algumas considerações acerca do impacto das mídias e das tecnologias no ensino da História. As mídias e tecnologia sempre estiveram em uso nas nossas escolas, mas hoje, com o advento da internet e de uma série de dispositivos tecnológicos, nossas aulas estão sendo inundadas por uma profusão tecnologias e midiática sem igual. Essas mídias e tecnologias concorrem hoje com a escola na constituição da consciência histórica, obrigando ao professor a rever sua prática de ensino e a redimensionar o uso desses elementos em sala, usando esses elementos na sua aula, como apontamos ao final do texto. Buscaremos respaldo analítico em autores como Fonseca, que se ocupa em compreender as alterações que o ensino da disciplina tem sofrido nos últimos anos e em Kenski, que aborda a influência das tecnologias no ensino.


Palavras-chave


Ensino de História; Mídias; Tecnologias da comunicação e informação

Texto completo:

PDF

Referências


AUGÉ, Marc. Não-lugares: introdução a uma antropologia da supermodernidade. Campinas: Papirus, 1994.

BITTENCOURT, Circe. O ensino de história: fundamentos e métodos. São Paulo: Cortez, 2004.

FERREIRA, Carlos Augusto Lima. Ensino de história: reflexões e novas perspectivas. Salvador: Quarteto, 2004.

FONSECA, Selva. Didática e prática de ensino de história: experiências, reflexões e aprendizados. Campinas: Papirus, 2013.

KENSKI, Vani Moreira. Educação e tecnologias: o novo ritmo da informação. Campinas: Papirus, 2007.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Revista do Lhiste – Laboratório de Ensino de História e Educação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Porto Alegre

ISSN 2359-5973