O controle da edição de medidas provisórias: avaliação legislativa da Emenda Constitucional nº 32/2001

Mayara Paschoal Michéias, Murilo Gaspardo

Resumo


RESUMO

Trata-se de avaliação legislativa da Emenda Constitucional nº 32/2001 com a finalidade de verificar sua eficácia. A partir da identificação prévia de seus objetivos, analisamos se os objetivos foram ou não atingidos, portanto, se a EC 32/2001 foi eficaz. A Emenda em questão foi elaborada para reformar a tramitação das medidas provisórias, as quais eram reeditadas constantemente. Por conseguinte, aprovou-se a Emenda Constitucional nº 32/2001 com o objetivo de vedar as reedições de medidas provisórias e assim fortalecer o papel institucional do Congresso Nacional. Utilizamos o método da avaliação legislativa e a técnica da análise documental pertinente ao processo de elaboração da Emenda e à edição e apreciação de medidas provisórias pelo Congresso.

PALAVRAS-CHAVE

Medidas provisórias. Avaliação legislativa. Emenda Constitucional nº. 32/2001. Avaliação de eficácia. Separação de Poderes.

 

ABSTRACT

This study comprehends a legislative evaluation of the Constitutional Amendment n. 32/2001 in order to verify its effectiveness. Starting with a previous identification of the Amendment’s objectives we analyze if its goals were achieved or not, therefore, if the Amendment was effective. This Amendment was approved to revise provisional measures' processing, which used to be re-edited very often. Therefore, the Constitutional Amendment n. 32/2001 was created to forbid the re-edition and reinforce the institutional role of the National Congress. We use the method of legislative evaluation and the documental analysis technique applied to documents related to the legislative process of the Amendment and the edition and assessment of provisional measures by Congress.

 

KEYWORDS

Provisional measures. Legislative evaluation. Constitutional Amendment n. 32/2001. Effectiveness evaluation. Separation of Powers.

 


Palavras-chave


Medidas Provisórias; Avaliação Legislativa; Emenda Constitucional nº. 32/2001; Avaliação de Eficácia; Separação de Poderes; Direito Constitucional; Processo Legislativo; Presidencialismo; Parlamentarismo; Medidas Provisórias

Texto completo:

Versão Virtual (192-210)

Referências


ABRANCHES, Sergio. Presidencialismo de coalizão: o dilema institucional brasileiro. Dados: Revista de Ciências Sociais, Rio de Janeiro, v. 31, n. 1, p. 3-55, 1988.

AMARAL JÚNIOR, José Levi Mello do. Medida provisória e sua conversão em lei: a Emenda Constitucional no. 32 e o papel do Congresso Nacional. São Paulo: Revista dos Tribunais, 2004.

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Altera dispositivos dos arts. 48, 57, 61, 62, 64, 66, 84, 88 e 246 da Constituição Federal, e dá outras providências. Emenda Constitucional n. 000032 de 11 de setembro de 2001. Diário Oficial da União: República Federativa do Brasil: Poder Legislativo, Brasília, 12 set. 2001. Seção 1, p. 1. Disponível em: . Acesso em: 20 jan. 2016.

______. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Diário Oficial da União: República Federativa do Brasil: Poder Legislativo, Brasília, 5 out. 1988. Disponível em: . Acesso em: 06 mai. 2018.

______. Constituição (1967) Constituição da República Federativa do Brasil de 1967. Diário Oficial da União: República Federativa do Brasil: Poder Legislativo, Brasília, 24 jan. 1967. Disponível em: .

Acesso em: 06 mai. 2018.

______. Câmara dos Deputados. Projeto de Emenda Constitucional nº472, de 15 de maio de 1997. Dispõe sobre a alteração dos dispositivos dos arts. 48, 62 e 84 da Constituição Federal, e dá outras providências. Convertida na EC 32/2001. Diário da Câmara dos Deputados, Brasília, ano LII, nº 139, 12 ago. 1997. Disponível em: . Acesso em: 05 abr. 2017.

______. Câmara dos Deputados. Dossiê digitalizado da PEC 472/1997. Brasília: 2001. Solicitado em: < http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao =14784>. Acesso em: 04 abr. 2017.

CRUZ, Fabrício Bittencourt da. Medida Provisória: dogmas e realidade. São Paulo: Ed. Revista dos Tribunais, 2017.

EUROPEAN Comission. DG Market Guide to Evaluating Legislation. Brussels: 2008. Disponível em: . Acesso em: 09 abr. 2015.

FIGUEIREDO, Argelina C. Executivo e Legislativo na nova ordem constitucional / Argelina Cheibub Figueiredo e Fernando Limongi. 2ª ed. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2001.

LIMONGI, Fernando; FIGUEIREDO, Argelina. Bases institucionais do presidencialismo de coalizão. Lua Nova, São Paulo, n. 44, p. 81-106, 1999. Disponível em: . Acesso em: 20 ago. 2016.

MONTESQUIEU, Charles de Secondat, Baron de, 1689-1755. O espírito das leis: apresentação Renato Janine Ribeiro; tradução Cristina Murachco. 3a ed. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

OLIVEIRA, Magali Carvalho Alves de. Medidas provisórias e a relação Executivo x Legislativo: uma visão do sobrestamento de pauta. Monografia (Especialização em Instituições e Processos Políticos do Legislativo) - Centro de Formação, Treinamento e Aperfeiçoamento, Brasília, DF, 2009.

SALINAS, Natasha Schmitt Caccia. Avaliação legislativa no Brasil: Um estudo de caso sobre as normas de controle das transferências voluntárias de recursos públicos para entidades do terceiro setor. Monografia (Mestrado em Filosofia e Teoria Geral do Direito) – Faculdade de Direito da Universidade de São Paulo, São Paulo, SP, 2008.

SILVA, Christiane Satiê Moritsugu. Os motivos políticos e jurídicos que ensejaram as mudanças na tramitação das medidas provisórias. Monografia (Especialização em Processo Legislativo) - Centro de Formação, Treinamento e Aperfeiçoamento, Brasília, DF, 2013.

SOUZA, Carlos Aurélio Mota de (Coord.). Medidas provisórias e segurança jurídica. São Paulo: Juarez de Oliveira, 2003.




DOI: https://doi.org/10.22456/0104-6594.84569

Apontamentos

  • Não há apontamentos.