Tendências de precarização do ensino superior privado no Brasil

Carlos Eduardo Bielschowsky

Resumo


O trabalho analisa as consequências da concentração de matrículas no ensino superior em dez grandes grupos privados, responsáveis por  48,1% das matriculas deste setor em 2018. Mostra  que a  concentração de matrículas prejudica a  qualidade do ensino, com  49,1% dos alunos destes grandes grupos  em cursos cujo último conceito Enade (2016-2018)  era insuficiente, na faixa 1 ou 2, contra 36,9% para os  alunos de todas as outras 2.000 IES particulares e 15,8% dos alunos  das IES públicas. Mostra também que  leva a uma maior evasão, com   44,0% dos  alunos dos 10 grandes grupos privados  desligados de seus cursos nos primeiros dois anos de curso comparado com  27,1% das demais IES privadas e 22,5% das IES públicas.


Palavras-chave


ensino superior, qualidade, evasão, oligopólio

Texto completo:

PDF

Referências


AMARAL, N. e BIELSCHOWSKY, C. (2020). Custo aluno/ano das IES do Brasil, trabalho com resultados já calculados e analisados, em fase de elaboração do texto.

BIELSCHOWSKY, C. (2017). Consórcio Cederj: A História da Construção do Projeto. EaD em Foco, 7(2). doi: https://doi.org/10.18264/eadf.v7i2.652;

BIELSCHOWSKY, C. E., MASUDA, M. (2017). Diplomação na Educação Superior a Distância. EmRede, Revista da Educação a Distância, v. 5, nº 1.

BIELSCHOWSKY, C. (2018). Qualidade na Educação Superior a Distância no Brasil: onde estamos, para onde vamos?. EaD em Foco, 8(1). doi: https://doi.org/10.18264/EaDf.v8i1.709

BIELSCHOWSKY, C. (2018). Análise dos resultados do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (Enade) para Educação a Distância do ciclo 2015 a 2017. EaD em Foco, v. 8(1), 2018. doi: https://doi.org/10.18264/eadf.v8i1.758.

CADE (2016). Atos de Concentração no Mercado de Prestação de Serviços de Ensino Superior. Conselho Administrativo de Defesa Econômica, disponível em http://www.cade.gov.br/acesso-a-informacao/publicacoes-institucionais/dee-publicacoes-anexos/caderno-de-educacao-20-05-2016.pdf

CONSELHO NACIONAL DE EDUCAÇÃO (2019), Palestra Os riscos e as oportunidades da autorregulação da educação superior brasileira. proferida no dia 4 de dezembro pela Sra. Elizabeth Guedes, disponível em https://www.youtube.com/watch?v=7YuHrPIcnoE&feature=youtu.be

INEP, MICRODADOS. Microdados do Censo da Educação Superior e do Enade. disponível em: http://portal.inep.gov.br/web/guest/microdados

INEP (2017). Metodologia de Cálculo dos Indicadores de Fluxo da Educação Superior. disponível em http://download.inep.gov.br/informacoes_estatisticas/indicadores_educacionais/2017/metodologia_indicadores_trajetoria_curso.pdf

INEP (2018). NOTA TÉCNICA Nº 37/2019/CGCQES/DAES. disponível em http://download.inep.gov.br/educacao_superior/enade/notas_tecnicas/2018/nt_37-2019_IGC-2018.pdf

KINSER; K.; LEVY, D.C. (2007). For-profit higher education: U.S. tendencies, international echoes. In: J.F, FORREST, J.F.; ALTBACH, P.G (eds.), International handbook of higher education. New York, NY: Springer, p. 107-119.

LEVY, D.C. (2018). Global private higher education: Na empirical profile of its size and geographical shape. High Educ. 76: 701. https://doi.org/10.1007/s10734-018-0233-6

KNOBEL, M e Robert VERHINE, R. (2017). Brazil’s For-Profit Higher Education Dilemma. International Higher Education p23, DOI: http://dx.doi/org/10.6017/ihe.2017.89.9769

KWIEK. M. (2018). Private Higher Education in Developed Countries, Encyclopedia of International Higher Education Systems and Institutions. Publisher: Springer, Editors: P. Teixeira and J.C. Shin, pp.1-9

Li, W. (2011). tese de doutorado A Study no For-Profit Education in Mainland China. Institute für Pädagogik, Ludwig Maximillians Universitat, Munchen, Alemanha.

MARQUES, W. (2013). Expansão e oligopolização da educação superior no Brasil. Avaliação (Campinas) vol.18 no.1 http://dx.doi.org/10.1590/S1414-40772013000100005

MEC (2003 e 2007), “Referencias de Qualidade para EaD”, os dois documentos, de 2003 e 2007 podem ser encontrados em http://portal.mec.gov.br/par/193-secretarias-112877938/seed-educacao-a-distancia-96734370/12777-referenciais-de-qualidade-para-ead

MEC (2019). Ministro defende autorregulação para instituições privadas de ensino superior. portal do MEC, disponível em http://portal.mec.gov.br/component/content/article/212-noticias/educacao-superior-1690610854/80691-ministro-defende-autorregulacao-para-instituicoes-privadas-de-ensino-superior?Itemid=164

NEDER, M. L. C. (2004). A educação a distância no contexto das políticas da UFMT. Universidade e Democracia, Editora da UFMG, pp. 79-86.

PROPHE (2018). The program for research on private higher education. dados compilados para 131 países do mundo referentes à oferta em 2010, organizados a partir da sistematização de diferentes fontes, último acesso 11/01/2018, disponível em http://prophe.org/

SOUZA, J. A., MENDONÇA, D. J. , SILVA, B. C. , DE BENDICTO, G. C. (2017), “Desempenho econômico da maior empresa de serviços educacionais do mundo: um estudo da Kroton Educacional com base em seus segmentos operacionais”; Cuad. Contab. vol.18 no.46 Bogotá July/Dec. 2017; http://dx.doi.org/10.11144/javeriana.cc18-46.deme

VERHINE, R. e LYS, V. D.(2017). “Educação superior com fins lucrativos e responsabilidade social”. artigo publicado na Associação Brasileira de Ensino Superior, ABMES, dezembro de 2017, disponível em https://www.responsabilidadesocial.abmes.org.br/noticias/artigos/254-educacao-superior-com-fins-lucrativos-e-responsabilidade-social

UNESCO (2019). Unesco Institute for Statistics database, http://tcg.uis.unesco.org/4-3-2-gross-enrolment-ratio-for-tertiary-education/ e http://data.uis.unesco.org/index.aspx?queryid=3442

UNITED STATES DEPARTMENT OF EDUCATION (2018). ”The Condition of Education 2016”. Washington D.C.: National Center for Education Statistics, disponível em https://nces.ed.gov/pubs2018/2018144.pdf

UNITED STATES SENATE (2012). For profit higher education. report of the Health, Education, Labor and Pensions Committee. Washington D.C.: U.S. Senate, disponível em https://www.help.senate.gov/imo/media/for_profit_report/PartI-PartIII-SelectedAppendixes.pdf




DOI: https://doi.org/10.21573/vol36n12020.99946

INDEXADORES

BBE – Bibliografia Brasileira de Educação (Brasília, MEC/INEP)
CLASE – Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (México, UNAM)
DIADORIM - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras
DOAJ - Directory of Open Access Journals
DRJI - Directory of Research Journals Indexing (Maharashtra, India)
Edubase (SBU/UNICAMP)
LATINDEX - Sistema Regional de Información em Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal
Portal de Periódicos da Capes/MEC
Scielo Educ@ - Fundação Carlos Chagas-FCC, São Paulo/Brasil
Science Library Index - Meadow Springs, Mandurah State, Austrália
SUMÁRIOS.ORG - Sumários de Revistas Brasileiras

 

Licença Creative Commons
Revista Brasileira de Política e Administração da Educação,
da Associação Brasileira de Política e Administração da Educação
está licenciada com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://seer.ufrgs.br/index.php/rbpae/index

ISSN versão impressa: 1678-166X
ISSN versão eletrônica: 2447-4193

Prefixo DOI: 10.21573