Do Oiapoque ao Chuí - as escolas civis militarizadas: a experiência no extremo norte do Brasil e o neoconservadorismo da sociedade brasileira

Adalberto Carvalho Ribeiro, Patrícia Silva Rubini

Resumo


Refletir as razões do aceite social do novo modelo de gestão militar em escolas civis mostrando o ritual em determinada unidade localizada no norte do Brasil. Abordagem qualitativa. Estudos na literatura, sítios jornalísticos e pesquisa empírica com observações, conversas informais, entrevista referentes a experiência situada no Amapá. O método de análise dos instrumentos foi análise do discurso. Resultados apontam que não há nenhuma novidade. É a velha Pedagogia Bancária que retira do aluno o protagonismo. Estamos diante de uma das facetas neoconservadoras em andamento no Brasil.

Palavras-chave


Escolas civis militarizadas; Positivismo; Neoconservadorismo.

Texto completo:

PDF

Referências


BENEVIDES, Alessandra de Araújo; SOARES, Ricardo Brito. Diferencial de desempenho das escolas militares: bons alunos ou boa escola? UFC, 2015. Disponível em: Acesso em: 15 abr. 2019.

CAMPOREZ, Patrik. Número de escolas públicas “militarizadas” no país cresce sob o pretexto de enquadrar os alunos. Revista Época. Goiânia, 02 ago. 2018.

Disponível em: Acesso em: 21 jul. 2019.

DURKHEIM, Émile. A Educação Moral. Vozes. Petrópolis. RJ. 2008.

______, Educação e Sociologia. Vozes. Petrópolis. RJ. 2011.

FERREIRA, Ana Rachel. Escolas cívico-militares: expansão de modelo divide opiniões. Nova Escola, 26 fev. 2019. Disponível em: Acesso em: 30 jul. 2019.

GAZETA DO POVO. 02 ago. 2019. Escolas cívico-militares não podem exigir corte de cabelo, recomenda MPF. Disponível em:

Acesso em: 10 ago. 2019.

GOUVEIA, Marcelo. Colégios militares: uns querem, outros não. Entenda os porquês. Jornal Opção, edição 2090, 25 jul. 2015. Disponível em: Acesso em: 21 jul. 2019.

GUIMARÃES, Paula Cristina Pereira. Os novos modelos de gestão militarizadas nas escolas estaduais de Goiás. In: XXIX Simpósio Nacional de história. Rio de Janeiro, 2017. Disponível em: Acessado em: 26 ago. 2018.

GUIMARÃES, Paula Cristina Pereira; LAMOS, Rodrigo de Azevedo Cruz. Militarização das escolas da rede estadual de Goiás: a nova onda conservadora. Revista Pedagógica, Chapecó, v.20, n. 43, jan./abr. 2018. Disponível em: Acesso em: 21 jul. 2019.

LISBOA, Edgar. Escolas cívico-militares. Jornal do Comércio. Porto Alegre. Rio Grande do Sul. 01 ago. 2019. Disponível em Acesso em 10 ago. 2019.

MARTINS, Matheus Barbosa; SILVA, Edna Mara Ferreira da. A escola normal de campanha e a proposta de educação positivista de Benjamim Constant. In: IV Congresso Nacional de Educação (CONEDU), Minas Gerais, 2017. Disponível em: Acesso em: 28 jun. 2019.

PAUGAM, Serge. Durkheim e o vínculo aos grupos: uma teoria social inacabada. Sociologias: Porto Alegre, ano 19, nº 44, jan./abr., 2017. Disponível em: Acesso em: 23 jul. 2019.

PICARELLI, Maria. Militarização das escolas públicas: soldado ou cidadão? Revista Educação, nº 257, 29 abr. 2019. Disponível em: Acesso em: 30 jul. 2019.

RODRIGUES, Efigênia das Neves Barbosa; LOPES, Josiane da Silva. Militarização das escolas da rede pública no município de Macapá: reflexões sobre a gestão militar compartilhada. In: Política e Gestão da Educação Básica I – Série Anais do XXIX Simpósio Brasileiro de Política e Administração da Educação, Organização: João Ferreira de Oliveira, e Daniela da Costa Britto Pereira Lima [Livro Eletrônico]. – Brasília: ANPAE, 2019.

REDAÇÃO RBA. MEC deve ampliar número de escolas militarizadas no Brasil. Rede Brasil Atual, 12 fev. 2019. Disponível em: Acesso em: 21 jul. 2019.

SOUZA, Audrey Pietrobelli de; CAMPOS, Névio de. A concepção de educação de Émile Durkheim e suas interfaces com o ensino. Luminária, v. 18, n.02, 2016. Disponível em: Acesso em: 21 jul. 2019.




DOI: https://doi.org/10.21573/vol35n32019.95997

INDEXADORES

BBE – Bibliografia Brasileira de Educação (Brasília, MEC/INEP)
CLASE – Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (México, UNAM)
DIADORIM - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras
DOAJ - Directory of Open Access Journals
DRJI - Directory of Research Journals Indexing (Maharashtra, India)
Edubase (SBU/UNICAMP)
LATINDEX - Sistema Regional de Información em Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal
Portal de Periódicos da Capes/MEC
Scielo Educ@ - Fundação Carlos Chagas-FCC, São Paulo/Brasil
Science Library Index - Meadow Springs, Mandurah State, Austrália
SUMÁRIOS.ORG - Sumários de Revistas Brasileiras

 

Licença Creative Commons
Revista Brasileira de Política e Administração da Educação,
da Associação Brasileira de Política e Administração da Educação
está licenciada com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://seer.ufrgs.br/index.php/rbpae/index

ISSN versão impressa: 1678-166X
ISSN versão eletrônica: 2447-4193

Prefixo DOI: 10.21573