Sistema econômico, direitos sociais e escolas desiguais: reflexões sobre a reforma do ensino médio

Ana Lara Casagrande, Katia Morosov Alonso

Resumo


Neste artigo, cujo procedimento metodológico é a pesquisa bibliográfica, objetiva-se pensar a atual reforma do Ensino Médio, em um contexto capitalista. Faz-se uma recuperação histórica, a fim de mostrar que a educação transcorreu dualmente. Considera-se que a reconfiguração da etapa final da educação básica não rompe com a lógica do privilégio (currículos direcionados para a continuidade nos estudos no setor privado). Nota-se que a escola pública continua na contradição de: reproduzir os ideais dominantes, favorecendo o mercado; ser o espaço da crítica, articulação e socialização política.

Palavras-chave


Educação, Política educacional, Ensino Médio, Estado, Estratificação social.

Texto completo:

PDF

Referências


BALL, S. J. Mercados educacionais, escolha e classe social: o mercado como uma estratégia de classe. In: GENTILI, P. (Org.). Pedagogia da exclusão: crítica ao neoliberalismo em educação. Petrópolis: Vozes, 1995. p.196-227.

BARROSO, C. L. de M.; MELLO, G. N. de. O acesso da mulher ao ensino superior brasileiro. In: XXVII Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência - SBPC. Comunicação. Anais do... Belo Horizonte, 1975.

BAUMAN, Z. A riqueza de poucos beneficia todos nós? Trad. Renato Aguiar. 1ª ed. Rio de Janeiro: Zahar, 2015.

BOURDIEU, P. O poder simbólico. Trad. Fernando Tomaz. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2001.

BRASIL. Ministério da Administração e Reforma do Estado. Plano Diretor da Reforma do Aparelho do Estado. Brasília, DF: 1995.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Brasília, DF: 1996.

BRASIL. Plano Nacional de Educação. Lei nº 13.005, de 25 de junho de 2014. Brasília, DF: 2014.

BRASIL. Lei nº 13.415, de 16 de fevereiro de 2017. Brasília, DF: 2017.

BRASIL. MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO. Novo Ensino Médio – perguntas e respostas. Disponível em

http://portal.mec.gov.br/component/content/article?id=40361#nem_05. Acesso em: 17 jun. 2019.

CAMBI, F. História da Pedagogia. Trad. Álvaro Lorencini. São Paulo: Fundação Editora da Unesp (FEU), 1999.

CASAGRANDE, A. L.; ADAM, J. M. Gestão pública da educação paulista: a carreira docente e o novo Ensino Médio. Curitiba: CRV, 2017.

CHAUÍ, M. Convite à filosofia. São Paulo: Ática, 2000.

CUNHA, M. I. da. Trajetórias e lugares da formação da docência universitária: da perspectiva individual ao espaço institucional. Araraquara: Junqueira e Marin Editores, 2010.

DEMO, P. A nova LDB: ranços e avanços. 23ª ed. Campinas, Papirus, 2013.

FRIGOTTO, G. Os delírios da razão: Crise do capital e metamorfose conceitual no campo educacional. In: GENTILI, P. (Org.). Pedagogia da exclusão: crítica ao neoliberalismo em educação. Petrópolis: Vozes, 1995. p.77-108.

HARVEY, D. Condição pós-moderna. São Paulo: Edições Loyola, 1992.

HARVEY, D. O novo imperialismo. São Paulo: Edições Loyola, 2004.

MANACORDA, M. A. História da educação: da antiguidade aos nossos dias. Trad. Gaetano Lo Monaco. São Paulo: Cortez, 2004.

MENDONÇA, E. F. Estado Patrimonial e Gestão democrática do Ensino Público no Brasil. Educação & Sociedade, n.75, ano XXII, ago. 2001.

MONTAÑO, C. O terceiro setor e a questão social: crítica ao padrão emergente de intervenção social. 5ª ed. São Paulo: Cortez, 2008.

PEREIRA, L. C. B. Gestão do setor público: estratégia e estrutura para um novo Estado. In: PEREIRA, Luiz Carlos Bresser; SPINK, Peter (org.) Reforma do Estado e administração pública gerencial. Rio de Janeiro: Editora FGV, 2006. p.21-38.

PERONI, V. M. V. Política educacional e o papel do Estado: no Brasil dos anos 1990. São Paulo: Xamã, 2003.

PERONI, V. M. V.; OLIVEIRA, R. T. C. de; FERNANDES, M. D. E. Estado e terceiro setor: as novas regulações entre o público e o privado na gestão da educação brasileira. Educação & Sociedade, vol.30, n.108, Campinas, out. 2009.

SAVIANI, D. Escola e Democracia. 42 ed. Campinas, SP: Autores Associados, 2012.

SAVIANI, D. Transformações do capitalismo, do mundo do trabalho e da educação. In: LOMBARDI, J. C. e SAVIANI, D. (Org.). Capitalismo, trabalho e educação. Campinas: Autores Associados, 2005. p. 13-24.

SAVIANI, D. et al. (Org.). O Legado Educacional do Século XX no Brasil. 3ª ed. Campinas: Autores Associados, 2014.

SAVIANI, D. A crise estrutural do capitalismo e seus impactos na educação pública brasileira. In: LOMBARDI, J. C. (org.) Crise capitalista e educação brasileira. Uberlândia, MG: Navegando Publicações, 2016. p.31-44.

SAVIANI, D. Crise do capitalismo, crise política no Brasil e retrocesso na educação.

In: Cadernos de Análises da Conjuntura, n. 1, p.1-10, jan. 2018.

SEVERINO, J. Metodologia do trabalho científico. 23ª ed. São Paulo: Cortez, 2007.

SOARES, F. dos S.; DASSIE, B. A.; ROCHA, J. L. Ensino de matemática no século XX – da Reforma Francisco Campos à Matemática Moderna. Horizontes, Bragança Paulista, v. 22, n. 1, p. 7-15, jan./jun. 2004.

XAVIER, M. E. S. P. História da educação: a escola no Brasil. São Paulo: FTD, 1994.




DOI: https://doi.org/10.21573/vol35n32019.93846

INDEXADORES

BBE – Bibliografia Brasileira de Educação (Brasília, MEC/INEP)
CLASE – Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (México, UNAM)
DIADORIM - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras
DOAJ - Directory of Open Access Journals
DRJI - Directory of Research Journals Indexing (Maharashtra, India)
Edubase (SBU/UNICAMP)
LATINDEX - Sistema Regional de Información em Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal
Portal de Periódicos da Capes/MEC
Scielo Educ@ - Fundação Carlos Chagas-FCC, São Paulo/Brasil
Science Library Index - Meadow Springs, Mandurah State, Austrália
SUMÁRIOS.ORG - Sumários de Revistas Brasileiras

 

Licença Creative Commons
Revista Brasileira de Política e Administração da Educação,
da Associação Brasileira de Política e Administração da Educação
está licenciada com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://seer.ufrgs.br/index.php/rbpae/index

ISSN versão impressa: 1678-166X
ISSN versão eletrônica: 2447-4193

Prefixo DOI: 10.21573