Política pública e educação ambiental: aspectos conceituais e ideológicos de participação, democracia e cidadania em Sergipe

Aline Lima de Oliveira Nepomuceno, Maria Inêz Oliveira Araujo

Resumo


Esta pesquisa visa compreender a Política Estadual de EA de Sergipe quanto as concepções de participação, democracia e cidadania. Em síntese, os resultados dos dados produzidos revelaram que existem tendências para a não escolarização da Lei n.º 6.882/10, pois há inaplicabilidade de alguns artigos dessa política na prática pedagógica; há o reforço da prática educativa socioambiental fragmentada e conservadora, potencializada em um currículo tecnicista, baseado em conteúdos; há ainda o abafamento das particularidades das escolas públicas sergipanas, homogeneizando suas práticas educativas. 


Palavras-chave


Educação Ambiental Crítica. Emancipação. Políticas Públicas.

Texto completo:

PDF

Referências


ADORNO, T. W. Educação e emancipação. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2006.

AVRITZER, L. Globalização e espaços públicos: a não regulação como estratégia de hegemonia global. Revista Crítica de Ciências Sociais, Coimbra, CES, n. 63, p. 107-121, 2002.

BACKER, J. I. L. The right to participation in environmental matters. In: CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DE DIREITO AMBIENTAL, 1, 1991, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: Prefeitura da Cidade, 1991. p. 267-280.

BRANDÃO, C. R. Soletrar a letra P: povo, popular, partido e política. In: FÁVERO, G.; SEMERARO, G. (Orgs.). Democracia e construção do público no pensamento educacional. Petrópolis, RJ: Vozes, 2002. p. 105-145.

BRASIL. Lei n.º 6.938, de 31 de agosto de 1981. Dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 2 set. 1981.

______. Constituição Federal de 1988. Constituição [da] República Federativa do Brasil. Brasília, DF: Senado Federal 1988.

______. Lei n.º 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 20 dez. 1996.

______. Lei n.º 9.795, de 27 de abril de 1999. Dispõe sobre Educação Ambiental e institui a Política Nacional de Educação Ambiental, e dá outras providências. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 28 abr. 1999.

______. Lei n.º 10.172, de 9 de janeiro de 2001. Aprova o Plano Nacional de Educação e dá outras providencias. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 10 jan. 2001.

_______. Ministério do Meio Ambiente; Ministério da Educação. Programa Nacional de Educação Ambiental (ProNEA). 3. ed. Brasília: Edições MMA, 2005.

CERQUIER-MANZINI. M. L. O que é cidadania. 4. ed. São Paulo: Brasiliense, 2010.

CUNHA, L. A. O desenvolvimento meandroso da educação brasileira entre o Estado e o mercado. Educação e Sociedade, Campinas, v. 28, n. 100, p. 809-829, out. 2007.

DAGNINO, E. Sociedade civil, participação e cidadania: de que estamos falando? In: MATO, D. (Org.). Políticas de ciudadanía y sociedad civil en tiempos de globalización. Caracas: FACES; Universidad Central de Venezuela, 2004. p. 95-110.

DEMO, P. Participação é conquista: noções de política social. 6. ed. São Paulo, Cortez, 2009.

GADOTTI, M. Boniteza de um sonho: ensinar-e-aprender com sentido. São Paulo: Instituto Paulo Freire, 2008.

GIDDENS, A. O mundo na era da globalização. 3. ed. Lisboa: Editorial Presença, 2001.

GRAMSCI, A. Cadernos do cárcere. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2004. v. 1-2.

GUIMARÃES, M. Educação ambiental: no consenso um embate? São Paulo: Papirus. 2000.

______. A formação de educadores ambientais. São Paulo: Papirus, 2004.

HELD, D. Modelos de democracia. Belo Horizonte: Paidéia, 1994.

LOUREIRO, C. F. B. Teoria crítica. In: FERRARO-JÚNIOR, L. A. (Org.). Encontros e caminhos: formação de educadores ambientais e coletivos jovens. Brasília: MMA, Diretoria de Educação Ambiental, 2005. p. 225-232

______. Teoria social e a questão ambiental: pressupostos para uma práxis crítica em educação ambiental. In: ______.; LAYRARGUES, P. P.; CASTRO, R. S. (Orgs.). Sociedade e meio ambiente: a educação ambiental em debate. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2008. p. 12-51.

______. Educação ambiental e movimentos sociais na construção da cidadania ecológica e planetária. In: ______.; LAYRARGUES, P. P.; CASTRO, R. S. de (Orgs.). Educação ambiental: repensando o espaço da cidadania. 5. ed. São Paulo: Cortez, 2011. p. 73-103.

MACHADO, P. A. L. Direito à informação ambiental e sociedade civil. In: CONFERÊNCIA INTERNACIONAL DE DIREITO AMBIENTAL, 1, 1991, Rio de Janeiro. Anais... Rio de Janeiro: Prefeitura da Cidade, 1991. p. 281-285.

MARSHALL, T. H. Cidadania, classe social e status. Rio de Janeiro: Zahar, 1967.

MEDINA, N. M. Breve histórico da educação ambiental. In: PÁDUA, S. M.; TA- BANEZ, M. F. (Orgs.). Educação ambiental: caminhos trilhados no Brasil. Brasília, DF: IPE, 1997. p. 257-269.

MÉSZÁROS, I. Para além do capital. São Paulo: Boitempo Editorial; Campinas: Editora da UNICAMP, 2002.

MINAYO, M. C. de S. Ciência, técnica e arte: o desafio da pesquisa social. In: ______. et al (Orgs.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. 2. ed. Petrópolis: Vozes, 1994. p. 9-29.

MONTAÑO, C. Política social e participação societária. Sociedade em Debate, Pelotas, n. 38, v. 14 (1), p. 37-46, jan./jun. 2008.

MORAES, R. Uma tempestade de luz: a compreensão possibilitada pela análise textual discursiva. Ciência e Educação, Bauru – SP, v. 9, n. 2, p. 191-211, 2003.

______.; GALIAZZI, M. do C. Análise textual discursiva: processo reconstrutivo de múltiplas faces. Ciência e Educação, Bauru – SP, v. 12, n. 1, p. 117-128, 2006.

OLIVEIRA, A. L. A perspectiva participativa para a inserção da educação ambiental crítica em escolas da Baixada Fluminense. 2012. 143 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Instituto de Educação/Instituto Multidisciplinar, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Seropédica/Nova Iguaçu, 2012.

PASTUK, M. Estado de participação pública em questões ambientais urbanas. 1993. 116 f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Instituto de Estudos Avançados em Educação, Fundação Getúlio Vargas, Rio de Janeiro, 1993.

REIGOTA, M. A. S. Educação ambiental: fragmentos de sua história no Brasil. In: NOAL, F.; REIGOTA, M. (Orgs.). Tendências da educação ambiental brasileira. Santa Cruz do Sul: Edunisc, 1998. p. 229-258.

RODRIGUES, N. Educação: da formação humana à construção do sujeito ético. Educação e Sociedade, Campinas, v. 22, n. 76, p. 232-257, 2001.

SANTOS, B. S. A crítica da governação neoliberal: o Fórum Social Mundial como política e legalidade cosmopolita subalterna. Revista Crítica de Ciências Sociais, Coimbra, v. 72, p. 7-44, 2005.

SERGIPE. Lei n.º 6.882, de 8 de abril de 2010. Institui a Política Estadual de Educação Ambiental. Diário Oficial de Sergipe, Aracaju, SE, 2010.

SORRENTINO, M.; TRAJBER, R.; MENDONÇA, P.; JUNIOR, L. A. F. Educação ambiental como política pública. Educação e Pesquisa, São Paulo, v. 31, n. 2, p. 285-299, 2005.

TRAJBER, R.; MENDONÇA, P. R. (Orgs.). Educação na diversidade: o que fazem as escolas que dizem que fazem educação ambiental? Brasília: Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade; MEC; UNESCO, 2006.




DOI: https://doi.org/10.21573/vol35n32019.93743

INDEXADORES

BBE – Bibliografia Brasileira de Educação (Brasília, MEC/INEP)
CLASE – Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (México, UNAM)
DIADORIM - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras
DOAJ - Directory of Open Access Journals
DRJI - Directory of Research Journals Indexing (Maharashtra, India)
Edubase (SBU/UNICAMP)
LATINDEX - Sistema Regional de Información em Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal
Portal de Periódicos da Capes/MEC
Scielo Educ@ - Fundação Carlos Chagas-FCC, São Paulo/Brasil
Science Library Index - Meadow Springs, Mandurah State, Austrália
SUMÁRIOS.ORG - Sumários de Revistas Brasileiras

 

Licença Creative Commons
Revista Brasileira de Política e Administração da Educação,
da Associação Brasileira de Política e Administração da Educação
está licenciada com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://seer.ufrgs.br/index.php/rbpae/index

ISSN versão impressa: 1678-166X
ISSN versão eletrônica: 2447-4193

Prefixo DOI: 10.21573