Educação a Distância no Brasil: a expansão vertiginosa

Jaime Giolo

Resumo


Resumo: Este estudo analisa a trajetória da educação a distância no Brasil, utilizando os dados do Censo da Educação Superior do INEP. Esses dados mostram como a educação a distância expandiu-se de forma acelerada, conduzida pela iniciativa privada, que detêm, hoje, mais de 90% das matrículas. A educação a distância se destina aos segmentos populares da sociedade brasileira e, por isso, oferece cursos baratos, breves e de baixa qualidade e se concentram nas áreas de formação de professores, administração e serviço social. Nessas áreas, a educação a distância está criando sérios problemas para os cursos presenciais, podendo, mesmo inviabilizá-los ao longo dos anos. Nesse sentido, este trabalho se constitui num alerta sobre os dilemas que a educação a distância está produzindo no Brasil.

Palavras-chave: Educação a distância; Educação superior; Privatização da educação.

 

Abstract: This study analyzes the trajectory of distance education in Brazil, by using data from the Higher Education Census of INEP. These data show how distance education has expanded rapidly, driven by the private enterprise, which now holds more than 90% of enrollments. Distance education aims at the popular segments of Brazilian society and, therefore, offers cheap, short and low-quality courses and focuses on the areas of teacher training, administration and social service. In these areas, distance education is creating serious problems for classroom courses, and may even make them unfeasible over the years. In this sense, this work constitutes an alert about the dilemmas that distance education is producing in Brazil.

Keywords: distance education; higher education; privatization of education.

 

Resumen: Este estudio analiza la trayectoria de la educación a distancia en Brasil, utilizando los datos del Censo de Educación Superior del INEP. Estos datos muestran cómo la educación a distancia se ha ampliado de forma acelerada, conducida por la iniciativa privada, que actualmente posee más del 90% de las matrículas. La educación a distancia se destina a los segmentos populares de la sociedad brasileña y, por eso, ofrece cursos baratos, breves y de baja calidad y se concentran en las áreas de formación de profesores, administración y servicio social. En esas áreas, la educación a distancia está creando serios problemas para los cursos presenciales, pudiendo, incluso inviabilizarlos a lo largo de los años. En ese sentido, este trabajo se constituye en una alerta sobre los dilemas que la educación a distancia está produciendo en Brasil.

Palabras clave: Educación a distancia; Educación superior; Privatización de la educación.


Palavras-chave


Educação a distância; Educação superior; Privatização da educação

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Decreto nº 7.480, de 16 de maio de 2011. Aprova a Estrutura do Ministério da Educação. Brasília, DF, mai 2011.

BRASIL. Decreto nº 5.622, de 19 de dezembro de 2005. Regulamenta o art. 80 da Lei no 9.394, de 20 de dezembro de 1996, que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF, dez 2005.

BRASIL, MEC/SESU. Relatório da Comissão Assessora para Educação Superior a Distância, agosto de 2002. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/sesu/arquivos/ pdf/EAD.pdf

BRASIL, MEC. Portaria n° 335, de 6 de fevereiro de 2002. Cria a Comissão Assessora com a finalidade de apoiar a Secretaria de Educação Superior na elaboração de proposta de alteração das normas que regulamentam a oferta de educação a distância no nível superior. Brasília, DF, fev 2002.

BRASIL. Decreto nº 2.561, de 27 de abril de 1998. Altera a redação dos arts. 11 e 12 do Decreto n.º 2.494, de 10 de fevereiro de 1998, que regulamenta o disposto no art. 80 da Lei n.º 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Brasília, DF, abr 1998.

BRASIL. Decreto nº 2.494, de 10 de fevereiro de 1998. Regulamenta o art. 80 da Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996, e dá outras providências. Brasília, DF, dez 1998.

BRASIL. Medida Provisória nº 1.477-39, de 8 de agosto de 1997. Dispõe sobre o valor total anual das mensalidades escolares e dá outras providências. Brasília, DF, ago 1997.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, DF, dez 1996.

.

BRASIL. Medida Provisória nº 962, de 30 de março de 1995. Dispõe sobre a organização da Presidência da, no uso República e dos Ministérios, e dá outras providências. Brasília, DF, mar 1995.

BRASIL, MEC/INEP. Censo da Educação Superior, 2000. Em: http://portal.inep.gov.br/web/guest/microdados.

BRASIL, MEC/INEP. Censo da Educação Superior, 2001. Em: http://portal.inep.gov.br/web/guest/microdados.

BRASIL, MEC/INEP. Censo da Educação Superior, 2002. Em: http://portal.inep.gov.br/web/guest/microdados.

BRASIL, MEC/INEP. Censo da Educação Superior, 2003. Em: http://portal.inep.gov.br/web/guest/microdados.

BRASIL, MEC/INEP. Censo da Educação Superior, 2005. Em: http://portal.inep.gov.br/web/guest/microdados.

BRASIL, MEC/INEP. Censo da Educação Superior, 2010. Em: http://portal.inep.gov.br/web/guest/microdados.

BRASIL, MEC/INEP. Censo da Educação Superior, 2011. Em: http://portal.inep.gov.br/web/guest/microdados.

BRASIL, MEC/INEP. Censo da Educação Superior, 2012. Em: http://portal.inep.gov.br/web/guest/microdados.

BRASIL, MEC/INEP. Censo da Educação Superior, 2013. Em: http://portal.inep.gov.br/web/guest/microdados.

BRASIL, MEC/INEP. Censo da Educação Superior, 2014. Em: http://portal.inep.gov.br/web/guest/microdados.

BRASIL, MEC/INEP. Censo da Educação Superior, 2015. Em: http://portal.inep.gov.br/web/guest/microdados.

GIOLO. Jaime. A educação a distância e a formação de professores. Educação & Sociedade. Campinas, vol. 29 nº 105 Campinas Set./Dez. p. 1211-1234. 2008. Também disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script= sci_arttext&pid=S0101-73302008000400013

GIOLO. Jaime. Educação a distância: tensões entre o público e o privado. Educação & Sociedade. Campinas, vol. 31 nº. 113 Out./Dez. p. 1271-1298. 2010. Também disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script= sci_arttext&pid=S0101-73302010000400012




DOI: https://doi.org/10.21573/vol34n12018.82465

INDEXADORES

BBE – Bibliografia Brasileira de Educação (Brasília, MEC/INEP)
CLASE – Citas Latinoamericanas en Ciencias Sociales y Humanidades (México, UNAM)
DIADORIM - Diretório de Políticas Editoriais das Revistas Científicas Brasileiras
DOAJ - Directory of Open Access Journals
DRJI - Directory of Research Journals Indexing (Maharashtra, India)
Edubase (SBU/UNICAMP)
LATINDEX - Sistema Regional de Información em Línea para Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal
Portal de Periódicos da Capes/MEC
Scielo Educ@ - Fundação Carlos Chagas-FCC, São Paulo/Brasil
Science Library Index - Meadow Springs, Mandurah State, Austrália
SUMÁRIOS.ORG - Sumários de Revistas Brasileiras

 

Licença Creative Commons
Revista Brasileira de Política e Administração da Educação,
da Associação Brasileira de Política e Administração da Educação
está licenciada com uma Licença
Creative Commons - Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.
Baseado no trabalho disponível em http://seer.ufrgs.br/index.php/rbpae/index

ISSN versão impressa: 1678-166X
ISSN versão eletrônica: 2447-4193

Prefixo DOI: 10.21573