PAULO FREIRE E GESTÃO DEMOCRÁTICA: APROXIMAÇÕES EPISTEMOLÓGICAS E FORMATIVAS

Autores

DOI:

https://doi.org/10.21573/vol37n22021.113211

Palavras-chave:

Gestão Democrática, Paulo Freire, Emancipação, Conscientização

Resumo

Este artigo faz uso de dados de uma pesquisa de doutorado com foco no percurso histórico da gestão democrática no Brasil, buscando aproximações epistemológicas com a obra do educador brasileiro Paulo Freire (1921-1997). Teve-se como métodos de pesquisa a análise documental dos instrumentos legais que normatizam esta concepção de gestão no país e a revisão bibliográfica da literatura sobre o tema, bem como da obra do autor. Buscou-se identificar nos referenciais compatibilização de conceitos, constatando-se convergências entre princípios desta gestão, com pressupostos da obra de Freire. 

 


Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Rodrigo Soares Guimarães Rodrigues, Instituto Federal de Brasília

Pedagogo, Doutor em Educação pela Universidade Federal de Goiás. Professor/Coordenador da Licenciatura em Educação Profissional e Tecnológica do Instituto Federal de Brasília - IFB.

Luana Rosa de Araújo Silva, Secretaria de Estado e Educação do Distrito Federal

Pedagoga, Mestranda em Educação pela Universidade de Brasília. Professora da Educação Básica da Secretaria de Educação do Distrito Federal (SEEDF).

Referências

BRASIL. Constituição (1988). Constituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Senado Federal, 1988.

BRASIL. Lei Darcy Ribeiro (1996). Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional: Lei 9.394, de 1996 que estabelece as diretrizes e bases da educação nacional; e legislação correlata. – 20. ed. – Brasília: Câmara dos Deputados, Coordenação de Publicações, 2021.

CURADO SILVA, Kátia Augusta C. P. EPISTEMOLOGIA DA PRÁXIS NA FORMAÇÃO DE PROFESSORES: PERSPECTIVA CRÍTICO-EMANCIPADORA. Revista de Ciências Humanas - PPGEDU. v. 18. Frederico Westphalen- RS, 2017.

FREIRE, Paulo. Conscientização, teoria e prática da libertação: uma introdução ao pensamento de Paulo Freire. São Paulo: Moraes, 1980.

______. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. 22a.ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

______. Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra. 17ª ed. 1987

LIB NEO, José Carlos. Democratização da Escola Pública: a pedagogia crítico-social dos conteúdos. São Paulo: Loyola, 1989.

______. Educação Escolar: políticas, estrutura e organização. São Paulo: Cortez, 2012.

______. Organização e gestão da escola: teoria e prática. São Paulo: Hecus Editora, 2013.

MENDONÇA, Erasto Fortes. A regra e o jogo: democracia e patrimonialismo na educação brasileira. 2000. Tese (Doutorado em Educação) – Faculdade de Educação, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2000. 355 páginas.

RODRIGUES, Rodrigo Soares Guimarães. A gestão democrática na educação do Distrito Federal: concepções e historicidade das experiências de 1957, 1995 e 2012. Tese (Doutorado) - Universidade Federal de Goiás, Faculdade de Educação (FE), Programa de Pós-Graduação em Educação, Goiânia, 2016. 198 páginas.

VEIGA, Ilma Passos Alencastro. Projeto Político-Pedagógico da escola: uma construção coletiva. In: ________. (Org.). Projeto político-pedagógico da escola: uma construção possível. 14. ed. São Paulo: Papirus, 2002.

Downloads

Publicado

2021-08-31

Como Citar

Soares Guimarães Rodrigues, R., & de Araújo Silva, L. R. (2021). PAULO FREIRE E GESTÃO DEMOCRÁTICA: APROXIMAÇÕES EPISTEMOLÓGICAS E FORMATIVAS. Revista Brasileira De Política E Administração Da Educação, 37(2), 832–850. https://doi.org/10.21573/vol37n22021.113211

Edição

Seção

Paulo Freire e a gestão educacional