A massificação do ensino superior como política pública educacional e suas implicações em Angola

Autores

  • João Manuel Correia Filho Instituto Superior de Serviço Social https://orcid.org/0000-0003-0868-9108
  • Taimara Aleaga Roa Instituto Superior Politécnico Atlântida
  • Filomena de Jesus Francisco Correia Filho Sacomboio Instituto Superior de Tecnologias da Informação e Comunicação

DOI:

https://doi.org/10.21573/vol36n22020.103658

Palavras-chave:

Massificação, Ensino Superior e Politica Pública Educacional.

Resumo

O processo de massificação do Ensino Superior impõe uma visão no processo de formação de profissionais na sociedade que hoje está em trânsito com diferentes conceções no subsistema. A massificação, baseia-se em conceitos de participação legítima, desenvolvimento pessoal e formação de profissionais comprometidos e flexíveis como expressão de uma dinâmica que deve ser sustentada por mudanças inerentes ao crescente desenvolvimento da sociedade. O presente estudo é de natureza qualitativa, que se adequou no contexto educacional do Ensino Superior em Angola. Fez-se uma análise das etapas que conduziram o processo de massificação de acordo as políticas educacionais por de uma pesquisa analítica compreensiva e descritiva a partir da pesquisa bibliográfica e análise documental na busca de respostas de uma realidade social sobre o processo de massificação em Angola desde a sua génese até a atualidade. Desta maneira, precisa-se entender como processos em que aprender a aprender e aprender fazendo permitem aprender a transformar, onde ação e formação se fundamentam na participação no contexto, no ambiente e na sistematização de conteúdo, que deve caracterizar o Ensino Superior que emerge da sociedade e na qual a massificação do processo seja de qualidade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

João Manuel Correia Filho, Instituto Superior de Serviço Social

• Doutor em Ciências de Educação pela Universidade de Évora na área de formação de professores do ensino Superior. • Doutor em Ciências de Educação pela Universidad de la Integraçíon de las Américas em Assuncion) • Mestre em Relações Internacionais Estudos Europeus pela Universidade de Évora. • Mestre em Ensino de História de África pelo Instituto Superior de Ciências de Educação. •Licenciado Em Ciencias de Educação opção Filosofia pelo Instituto Superior de Ciências de Educação. Professor Auxiliar do Instituto Superior de Serviço Social

Taimara Aleaga Roa, Instituto Superior Politécnico Atlântida

Mestre em  Ciências da  Educação Superior, pela Universidad Santiago de Cuba,  Professora Auxiliar no Instituto Superior Politécnico Atlântida

Filomena de Jesus Francisco Correia Filho Sacomboio, Instituto Superior de Tecnologias da Informação e Comunicação

Doutoranda em Tecnologia e Saúde pela Pontíficia Universidade Católica  do Paraná,  Mestre em Sistema de Informação Organizacional, Docente assistente no Instituto Superior de Tecnologias da Informação e Comunicação

Referências

ANGOLA. Decreto executivo n.º 38-A/92, de 7 de agosto de 1992, criação a Universidade Católica de Angola (UCA).

ANGOLA. Decreto Executivo n.º 60/01, de 5 de Outubro de 2001 - publicado no Diário da República I Série - n.º 46 - Ministério da Educação e Cultura - aprova o Estatuto Orgânico da Universidade Agostinho Neto.

ANGOLA. Decreto executivo nº 26/11 de 23 de Fevereiro de 2011. Publicado no Diário da República I Série, Nº 77 – estabelece as normas gerais reguladoras do subsistema do ensino superior.

ANGOLA. Decreto n.º 17/89, de 13 de Maio de 1989 - publicado no Diário da República I Série - n.º 18 - aprova o Estatuto Orgânico da Universidade Agostinho Neto.

ANGOLA. Decreto n.º 3/95, de 24 de Março de 1995 - publicado no Diário da República I Série - n.º 12 - aprova o Estatuto da Carreira Docente Universitária.

ANGOLA. Decreto n.º 31/80, de 10 de Abril de 1980- publicado no Diário da República. I Série - nº 85 - aprova o Estatuto da Carreira Docente Universitária.

ANGOLA. Decreto n.º 35/01, de 8 de Junho de 2001 - publicado no Diário da República I Série - aprova o estatuto das instituições do ensino superior.

ANGOLA. Decreto n.º 7/09, de 12 de Maio de 2009 - publicado no Diário da República. I Série - n.º 87 - estabelece a reorganização da rede de instituições de Ensino Superior públicas, a criação de novas instituições de Ensino Superior e o redimensionamento da Universidade Agostinho Neto (UAN).

ANGOLA. Decreto Nº 57/03, de 5 de Setembro de 2003 – publicado no Diário da República. I Série nº 70 – aprova o estatuto remuneratório do pessoal docente e não docente da Universidade Agostinho Neto.

ANGOLA. Decreto nº 90/09, de 15 de Dezembro de 2009. Publicado no Diário da República I Série, Nº 87 – estabelece as normas gerais reguladoras do subsistema do ensino superior.

ANGOLA. Decreto Presidencial nº 168/12 de 24 de Julho de 2012. Publicado no Diário da República II Série, Nº 97 – estabelece as normas gerais reguladoras do subsistema do ensino superior.

ANGOLA. Decreto-Lei n.º 2/01, de 22 de Junho de 2001 - publicado no Diário da República. I Série - n.º 28 - estabelece as normas gerais reguladoras do subsistema do Ensino Superior.

ANGOLA. Decreto-Lei n.º 5/09, de 7 de Abril de 2009 - publicado no Diário da República. I Série – n.º 64 - cria as Regiões Académicas que delimitam o âmbito territorial de atuação e expansão das instituições de ensino superior.

ANGOLA. Decreto-lei nº 44530, de 21 de agosto de 1962, da Administração Colonial Portuguesa – Criação dos Estudos Gerais Universitários.

ANGOLA. Decreto-lei nº 48790, de 23 de dezembro de 1968 – Alteração da denominação de Estudos Gerais Universitários para Universidade de Luanda.

ANGOLA. Lei n.º 13/01, de 31 de dezembro de 2001 - publicada no Diário da República I Série - n.º 65 - Lei de Bases do Sistema de Educação.

ANGOLA. Portaria n.º 77-A/76 de 26 de novembro de 1976 - publicado no Diário da República. I Série - n.º 279, - põe em vigor o Diploma Orgânico da Universidade de Angola.

ANGOLA. Resolução n.º 1/85, de 28 de janeiro de 1985 - publicado no Diário da República. I Série - n.º 9 - altera a designação da Universidade de Angola para «Universidade Agostinho Neto».

FILHO, J. C. O perfil do docente universitário em Angola no século XXI, suas perspetivas e desafios: Um estudo exploratório em torno de conceções e de práticas (Tese de Doutoramento). Évora: Instituto de Investigação e Formação Avançada Universidade de Évora, 2019.

MAKOSSO, et al. Enseignement superieur em Afrique Francophone. Crises, reformes et transformations. Senegal: Codesria working paper seris, 2009.

Ministério do Ensino Superior, Ciência e Tecnologia – (MESCT). Rede de instituições de ensino superior em Angola. Dados estatísticos. Luanda: MESCT, 2012.

Ministério do Ensino Superior, Ciência e Tecnologia – (MESCT). Anuários Estatísticos de do Ensino Superior em Angola de 2014, 2015, 2016, 2017, 2018.

MOHAMEDBHAI, G. The effects of massification on higher educaction in Africa. Gana: Associaction of African Universities, 2008. Acedido em Abril, 23, 2020, emhttp://ahero.uwc.ac.za/index.php?hmodule=cshe&action=viewtitle&id=cshe_803.

SCOTT, P. The Meanings of Mass Higher Education, London: Open University Press, 1995.

SILVA, A. E. O Burocratico e o Politico na Administracao Universitaria. Comunidades e rupturas na gestao dos recursos humanos docentes na Universidade Agostinho Neto (Angola) (Tese de Doutoramento).

Braga: Instituto de Educação e Psicologia Universidade de Minho, 2004.

U.A.N. Relatório Anual. Universidade Agostino Neto, Luanda, 2002-2006.

UNESCO. Private education in sub-saharan africa: A re-examination of theories and concepts related to its development and finance. International Institute for Educational Planning. Paris: UNESCO, 1999.

Downloads

Publicado

2020-08-19

Como Citar

Filho, J. M. C., Roa, T. A., & Filho Sacomboio, F. de J. F. C. (2020). A massificação do ensino superior como política pública educacional e suas implicações em Angola. Revista Brasileira De Política E Administração Da Educação, 36(2), 750–767. https://doi.org/10.21573/vol36n22020.103658