GEOGRAFIA, PRÁTICA DOCENTE E VIOLÊNCIA URBANA

Francisco Jean da Silva Araujo, Antonio Cardoso Façanha

Resumo


Este artigo tem como objetivo principal, discutir à importância da geografia para refletir sobre fenômeno da violência urbana em sala de aula. Os procedimentos de investigação foram baseados na pesquisa bibliográfica realizada através de consultas em livros, artigos científicos e fontes pesquisadas em websites, além da realização de entrevistas com 04 (quatro) professores de geografia do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Piauí – IFPI, Campus Teresina Central. Essa discussão foi construída, tomando como referência os trabalhos de Cavalcanti (2001; 2002), Callai (2001), Tardif (2012), Bauman (2009), Rodrigues (2002), Queiroz (2002), entre outros. Como resultado, constatou-se que é possível refletir sobre o fenômeno da violência urbana, a partir de uma perspectiva geográfica. Nesse sentido, a geografia enquanto ciência que estuda a organização espacial, não pode se omitir desse debate, tão pouco, desconsiderar a violência urbana como um fenômeno social que influencia na organização espacial, nas relações sociais, portanto, no modo de vida das pessoas que habitam nas cidades.

Palavras-chave


Ensino de Geografia

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-0003.85662

Comissão Editorial

Programa de Pós-Graduação em Geografia Instituto de Geociências Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Prédio 43113
91.540-000, Porto Alegre, RS, Brasil
Telefone: 55 51 3308 6569
Fax: 55 51 3308 9843
E-mail: para-onde@ufrgs.br