Os determinantes da ofensiva neoliberal sobre o currículo de geografia para a educação de jovens e adultos.

Rodrigo Coutinho Andrade

Resumo


O processo de reestruturação da Educação de Jovens e Adultos (EJA) no Brasil, em curso após a materialização da ofensiva neoliberal na década de 1990, tem consolidado os determinantes hegemônicos no âmbito das políticas educacionais para essa modalidade de ensino, abarcando tanto a gestão sob as premissas do gerencialismo, quanto os pressupostos político-pedagógicos e curriculares para a formação do “homem de novo tipo”. Isto ocorre por meio da consolidação dos valores societários hegemônicos no campo do currículo, impactando o processo de ensino-aprendizagem que se volta progressivamente para a adequação psicofísica da classe trabalhadora às novas morfologias do trabalho, indissociável da juvenilização induzida, da descentralização executiva, da precarização do financiamento e dos programas federais que integram a EJA ao ensino técnico-profissionalizante. Destarte, por meio da análise bibliográfico-documental das áreas de geografia e educação, o presente artigo objetiva expor os impactos do processo de recomposição burguesa nas prescrições curriculares, indicando em seu âmago o recrudescimento da teoria do capital humano, assim como a reconfiguração dos mecanismos de mediação do conflito de classes por meio da sobrevalorização categórica de princípios ancorados na sociabilidade burguesa, e como estes se assentam na relação ensino-aprendizagem em geografia nos programas federais de EJA, tomando o Projovem como exemplo. Como resultado da análise do currículo do programa discriminado, tendo por base as premissas sócio-histórica e os determinantes do bloco no poder, verificamos a materialização de elementos para a ratificação dos valores societários para a formação do “homem de novo tipo”, sendo a Geografia, no campo das Ciências Humanas, instrumentalizada para tal finalidade.


Palavras-chave


Educação de Jovens e Adultos; Currículo; Ensino de Geografia

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-0003.84765

Comissão Editorial

Programa de Pós-Graduação em Geografia Instituto de Geociências Universidade Federal do Rio Grande do Sul
Av. Bento Gonçalves, 9500 - Prédio 43113
91.540-000, Porto Alegre, RS, Brasil
Telefone: 55 51 3308 6569
Fax: 55 51 3308 9843
E-mail: para-onde@ufrgs.br