Fatores associados às causas externas em idosos atendidos pelo serviço de atendimento móvel de urgência

Autores

  • Ana Angélica Oliveira de Brito
  • Beatriz Barros de Vasconcelos
  • Ana Maria Ribeiro dos Santos
  • Débora de Oliveira Lima
  • Maria Zélia de Araújo Madeira
  • Guilherme Guarino de Moura Sá
  • Julyanne dos Santos Nolêto
  • Rouslanny Kelly Cipriano de Oliveira

Resumo

Objetivo: Analisar a prevalência e fatores associados a causas externas em idosos atendidos pelo serviço de atendimento móvel de urgência.
Método: Estudo transversal com 1.972 fichas de atendimento pré-hospitalar de idosos vítimas de causas externas no período de 2019 a 2020. Realizou-se análise descritiva e bivariada, com nível de significância de 5% (p<0,05).
Resultados: A prevalência de causas externas em idosos atendidos pelo serviço móvel de urgência foi de 12,2%. A queda foi a ocorrência mais frequente. Destacaram-se as associações da ocorrência de queda com a idade a partir de 90 anos (OR=29,31; p<0,001) e o sexo feminino (OR=5,38; p<0,001), bem como da suspeita de ingestão de bebida alcoólica com a ocorrência de violência (OR=4,17; p<0,001) e acidentes de trânsito (OR=1,97; p<0,001).
Conclusão: O estudo evidenciou fatores associados aos agravos por causas externas em idosos e poderá subsidiar formulação de estratégias de enfrentamento a essa problemática.
Descritores: Serviços médicos de emergência. Idoso. Causas externas. Estudos transversais. Enfermagem.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Publicado

2024-02-20

Como Citar

1.
Oliveira de Brito AA, de Vasconcelos BB, Ribeiro dos Santos AM, de Oliveira Lima D, de Araújo Madeira MZ, Guarino de Moura Sá G, dos Santos Nolêto J, Cipriano de Oliveira RK. Fatores associados às causas externas em idosos atendidos pelo serviço de atendimento móvel de urgência. Rev Gaúcha Enferm [Internet]. 20º de fevereiro de 2024 [citado 13º de abril de 2024];45. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/rgenf/article/view/138713

Edição

Seção

Artigos Originais