Português para falantes de outras línguas da UTFPR:

do presencial ao remoto

Autores

  • Fernanda Deah Chichorro Baldin Dalem - Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
  • Jeniffer Imaregna Alcantara de Albuquerque Dalem - Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)
  • Elisa Novaski Cordeiro Dalem - Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR)

Resumo

O presente artigo tem o objetivo de relatar as ações do Programa de Extensão Universitária Português Para Falantes de Outras Línguas da Universidade Tecnológica Federal do Paraná (UTFPR), Campus Curitiba (CT), doravante PFOL, no período de pandemia, desde março de 2020. Procuramos descrever as ações realizadas no programa de extensão a partir da suspensão das atividades presenciais na Universidade e início do modo remoto. As atividades do PFOL na UTFPR se iniciam em 2001, quando a Universidade era um Centro de Educação Tecnológica (CEFET), e a principal demanda era de alunos intercambistas, provenientes de instituições internacionais (europeias e latino-americanas em sua maioria), que precisavam de aulas de português para se estabelecer em Curitiba e acompanhar as aulas na instituição. O PFOL se caracteriza como um programa de extensão por ser capaz de cumprir sua função social, oportunizando o diálogo com a sociedade e atendendo a uma demanda social específica, sendo configurado como uma atividade capaz de interligar ensino e pesquisa, por meio de atividades extensionistas.



Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-04-26

Como Citar

BALDIN, . F. D. C. . .; ALBUQUERQUE, J. I. A. de .; CORDEIRO, E. N. . Português para falantes de outras línguas da UTFPR: : do presencial ao remoto. Revista da Extensão, Porto Alegre, p. 123–129, 2022. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/revext/article/view/123376. Acesso em: 29 nov. 2022.

Edição

Seção

Artigos