A travessia da margem: Notas etnográficas sobre a memória coletiva na Travessa Venezianos

Autores

  • Estevan de Negreiros Ketzer Discente em Psicologia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) e Ciências Sociais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS).

DOI:

https://doi.org/10.22456/1984-1191.18333

Palavras-chave:

memória, cidade, Travessa, Venezianos, patrimônio

Resumo

O artigo busca compreender a apreensão da memória coletiva entre os moradores da Travessa Venezianos em Porto Alegre pelo referencial da antropologia urbana. Assim, a trajetória de vida de seus moradores, as transformações da Travessa e as histórias por eles contadas aparecem como elementos fundamentais para compreendermos a noção de patrimônio e este recebimento por aqueles que a habitam. Os desafios colocados pelo campo etnográfico problematizam a subjetividade dos observadores no entendimento dos objetivos do trabalho, bem como da percepção de uma noção mais complexa de intervenção sobre o urbano.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-12-25

Como Citar

KETZER, E. de N. A travessia da margem: Notas etnográficas sobre a memória coletiva na Travessa Venezianos. ILUMINURAS, Porto Alegre, v. 11, n. 26, 2010. DOI: 10.22456/1984-1191.18333. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/iluminuras/article/view/18333. Acesso em: 29 jan. 2023.