Museu Antropológico da UFG e o uso de recursos tecnológicos no contexto de isolamento social

Autores

  • Emanuelle Bianca Dallara Universidade Federal de Goiás
  • Túlio Fernando Mendanha Universidade Federal de Goiás

DOI:

https://doi.org/10.22456/1984-1191.133593

Palavras-chave:

Pandemia, Museu, Antropologia, Metodologia

Resumo

O presente artigo tem por objetivo refletir acerca do uso das ferramentas tecnológicas pelo Museu Antropológico da Universidade de Goiás (MA UFG), movimento esse que já ocorria antes do período pandêmico, mas que por decorrência do mesmo passou por um processo de intensificação. Esse acontecimento é compreendido, a partir da presente análise, como uma resposta do MA UFG diante de um contexto social específico, onde a instituição buscou novos métodos para dar continuidade a sua relação dialógica com o público, sobretudo em meio ao contexto de isolamento social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ANDRADE, R. S. G. Os huumari, o obi e o hyri: a circulação dos entes no cosmo Karajá. 2016. 108 f. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social) - Universidade Federal de Goiás,Goiânia, 2016.

DALLARA, Emanuelle Bianca. Um estudo dos processos digitais do Museu Antropológico da UFG no período pandêmico. Monografia (Graduação em Ciências Sociais Licenciatura) – Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2022.

FERREIRA, Luis Andre Villanueva da Costa. Metadados em multimídia: aplicações e conceitos em MPEG-7. 2007. 105p. Dissertação (mestrado) - Universidade Estadual de Campinas, Faculdade de Engenharia Elétrica e de Computação, Campinas, SP. Disponível em: Acesso em: 08/10/21.

LEROI-GOURHAN, Andre. Evolução e técnicas II: o meio e as técnicas. Lisboa: Edições 70, 1984b.

LIMA FILHO, Manuel Ferreira. Coleção William Lipkind do Museu Nacional: Trilhas Antropológicas Brasil-Estados Unidos. Mana 23 (3), Sep-Dec 2017.

LIMA FILHO, Manuel Ferreira. Hetohoky: um rito karajá. Goiânia: Editora UCG, 1994.

LIMA, Nei Clara. Percursos da antropologia em Goiás. Sociedade e Cultura, Goiânia, v. 17, n. 2, p. 225-231, jul./dez. 2014.

MARQUES, Roberta Smania; SILVA, Rejâne Maria Lira da. O reflexo das políticas universitárias na imagem dos museus universitários: ocaso dos museus da UFBA. 62 Museologia e Patrimônio - Revista Eletrônica do Programa de Pós-Graduação em Museologia e Patrimônio, v. 4, n. 1, 2011.

MORAES, Marília Caetano Rodrigues. Técnica e aprendizagem: a bykyrè e as esteiras Iny da Coleção William Lipkind (1938). Etnográfica. Lisboa- Portugal. Vol. 25 (2). 2021.

MOTTA, Débora. Um Patrimônio que ressurge literalmente das cinzas. FAPERJ, 2019. Disponível em: < https://siteantigo.faperj.br/?id=3771.2.5> . Acesso em 28 de Junho de 2023.

NUNES, Eduardo Soares. Transformações Karajá – Os “antigos” e o “pessoal de hoje” no mundo dos brancos. [Tese de doutorado]. Universidade de Brasília. Brasília, maio, 2016.

RIBEIRO, Berta Gleizer. Dicionário do artesanato indígena. Belo Horizonte: Editora Itatiaia; São Paulo: Editora da USP, 1988

RIBEIRO, Maria das Graças; PÔSSAS, Helga Cristina Gonçalves. Rede de Museus e Espaços de Ciência e Tecnologia da UFMG. Belo Horizonte: Pró-Reitoria de Extensão da UFMG. 2006.

RODRIGUES, Patrícia de Mendonça. O povo do meio – tempo, cosmo e gênero entre os Javaé da Ilha do Bananal. [Dissertação de mestrado]. Universidade de Brasília. Bra-sília, junho, 1993.

SCHEINER, T. C. Apolo e Dionísio no templo das musas. Museu: gênese, idéia e representações na cultura ocidental. 1998. Dissertação (Mestrado em comunicação) – Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura. Universidade Federal do Rio de Janeiro/ECO, Rio de Janeiro, 1998.

VASCONCELLOS, Camilo de Mello. Museus antropológicos na contemporaneidade: perfil, perspectivas e novos desafios. Anais. Buenos Aires: ICOM/ICOFOM, 2011.

VASCONCELLOS, Camilo M. A função educativa de um Museu Universitário e Antropológico: o caso do Museu de Arqueologia e Etnologia da Universidade de São Paulo. Cadernos do CEOM – Vol. 18, n. 21- Museus: pesquisa, acervo, comunicação. 2005

Downloads

Publicado

2023-10-07

Como Citar

DALLARA, E. B.; MENDANHA, T. F. Museu Antropológico da UFG e o uso de recursos tecnológicos no contexto de isolamento social. ILUMINURAS, Porto Alegre, v. 24, n. 65, p. 222–245, 2023. DOI: 10.22456/1984-1191.133593. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/iluminuras/article/view/133593. Acesso em: 16 abr. 2024.