Impacto da orientação farmacêutica no processo de uso de anticonvulsivantes por cuidadores de pacientes pediátricos com epilepsia refratária: estudo de viabilidade

Autores

Palavras-chave:

, Farmácia clínica, Pediatria, Epilepsia, Alta hospitalar

Resumo

Introdução: O estudo tem por objetivo avaliar o impacto da orientação do farmacêutico sobre o uso correto de anticonvulsivantes administrados por cuidadores de pacientes pediátricos com epilepsia refratária ao tratamento de primeira linha. Métodos: Coorte prospectiva realizada em um hospital no sul do Brasil por 10 meses com todos os cuidadores principais dos pacientes ≤ 18 anos internados na unidade de internação pediátrica, em uso domiciliar de 2 anticonvulsivantes orais ou mais, em que pelo menos um deles necessitava de adequação de forma farmacêutica. O processo de uso dos anticonvulsivantes foi avaliado através do instrumento Medtake Test, que pontua de 0 a 100% o conhecimento e a habilidade do cuidador no processo de uso dos medicamentos, no momento da internação, após a orientação farmacêutica de alta e por contato telefônico uma semana após a alta. Resultados: 25 cuidadores de pacientes pediátricos foram incluídos e 22 completaram o estudo, em razão da perda de acompanhamento no período pós-alta dos pacientes. A média do escore Medtake foi de 77,5% (± 21,3%). Após a orientação farmacêutica, o escore médio aumentou cerca de 15% (p = 0.02). Os principais tipos de erro identificados no estudo foram relacionados à administração dos medicamentos pela sonda, à utilização dos comprimidos sulcados partidos ao meio e à administração dos medicamentos em horários inadequados. Conclusão: A magnitude do efeito positivo atribuível à orientação do farmacêutico foi de 15% sobre o processo de uso de medicamentos. Tal resultado é relevante para validação do Medtake Test no Brasil, além de cálculo amostral para estudos de intervenção sobre serviços farmacêuticos conduzidos no país para essa população.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-07-26

Como Citar

1.
Santos BB, Negretto GW, Okumura LM. Impacto da orientação farmacêutica no processo de uso de anticonvulsivantes por cuidadores de pacientes pediátricos com epilepsia refratária: estudo de viabilidade. Clin Biomed Res [Internet]. 26º de julho de 2021 [citado 3º de fevereiro de 2023];41(2). Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/hcpa/article/view/99626

Edição

Seção

Artigos Originais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)