Paciente Psiquiátrico em Uso de Clozapina com Febre e Taquicardia

Autores

  • Gustavo Costa Fernandes UFRGS
  • Thiago Quedi Furian HCPA

Palavras-chave:

Clozapina, Miocardite

Resumo

Introdução: A clozapina é uma droga de suma importância para o manejo de pacientes com sintomas psicóticos; entretanto, efeitos adversos graves como agranulocitose e miocardite podem limitar o seu uso.

Relato de caso: Apresentamos o caso de um homem de 20 anos de idade que desenvolveu febre e taquicardia alguns dias após o início de uso de clozapina para um provável quadro de esquizofrenia. Após tentativas frustradas de tratamento com antipsicóticos atípicos e lítio, o tratamento com clozapina foi iniciado para controlar sintomas psicóticos. Alguns dias depois, surgiram febre e taquicardia sinusal persistente no eletrocardiograma (ECG). O hemograma revelou leucocitose e eosinofilia. Um ecocardiograma foi realizado e evidenciou aumento do ventrículo esquerdo, hipocinesia difusa e uma fração de ejeção diminuída. Um diagnóstico clínico de miocardite foi feito, e a clozapina foi suspensa, com melhora dos padrões ecocardiográficos e clínicos.

Discussão: A miocardite é um dos muitos potenciais efeitos adversos da clozapina e tem características semelhantes às produzidas pelo ajuste de dose normal da medicação, tornando-se um diagnóstico importante e perigosamente ignorado. Apesar de raros, os efeitos miocárdicos da clozapina podem ser bastante graves, levando ao óbito em alguns casos. Dessa forma, recomenda-se a realização de ECG pré e pós-tratamento e a suspensão da droga caso haja suspeita de acometimento cardíaco.

 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2010-04-07

Como Citar

1.
Fernandes GC, Furian TQ. Paciente Psiquiátrico em Uso de Clozapina com Febre e Taquicardia. Clin Biomed Res [Internet]. 7º de abril de 2010 [citado 25º de setembro de 2022];30(1). Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/hcpa/article/view/8979

Edição

Seção

Relatos de Casos

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)