Léxico da pandemia na mídia jornalística e redes sociais: uma discussão sobre o uso de neologismos e estrangeirismos em português e inglês

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/2236-6385.129804

Resumo

Dentre todos os impactos causados globalmente pela pandemia de COVID-19, tornou-se evidente as transformações sofridas pelo léxico de diversas línguas. No português do Brasil, as principais alterações podem ser observadas principalmente na criação de novas palavras e na difusão de palavras em língua inglesa utilizadas em textos jornalísticos e em redes sociais. Este estudo, de natureza qualitativa descritiva e de cunho exploratório, busca discutir a utilização do léxico procedente do contexto da pandemia em textos veiculados nas mídias jornalísticas e sociais, em português e inglês, tendo por foco neologismos e estrangeirismos. A discussão aponta para o processo de inovação lexical, que ocorre motivada pela relação entre léxico, cultura e fatores sociais. 

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Melissa Alves Baffi Bonvino, Universidade Estadual Paulista

Docente no Departamento de Letras Modernas na UNESP, campus de São José do Rio Preto, e doutora em Estudos Linguísticos pela mesma instituição. E-mail: melissa.baffi@unesp.br. Orcid: https://orcid.org/0000-0003-3559-856X.

Ana Luiza Cecato, Universidade Estadual Paulista

Aluna de graduação em Bacharelado em Letras – Tradução na UNESP de São José do Rio Preto, bolsista PIBIC/UNESP em nível de Iniciação Científica. E-mail: ana.cecato@unesp.br. Orcid: https://orcid.org/0000-0002-8330-1313

Downloads

Publicado

2023-10-05

Como Citar

BAFFI BONVINO, M. A.; CECATO, A. L. Léxico da pandemia na mídia jornalística e redes sociais: uma discussão sobre o uso de neologismos e estrangeirismos em português e inglês. Cadernos do IL, [S. l.], n. 65, p. 408–436, 2023. DOI: 10.22456/2236-6385.129804. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/cadernosdoil/article/view/129804. Acesso em: 26 fev. 2024.

Edição

Seção

Artigos de estudos linguísticos