A RECEPÇÃO CRÍTICA NA INVENÇÃO DAS ORIGENS: A ICONOGRAFIA DE NAZARENO CONFALONI E A CULTURA GOIANA

Autores

  • jacqueline siqueira vigario universidade federal de goiás

Palavras-chave:

Relações de poder político-institucionais, Cultura e Representações

Resumo

O objetivo deste artigo é compreender como a crítica de arte em Goiânia interpreta o conjunto da obra do artista Nazareno Confaloni (1917-1977) como ícone de modernidade  associado ao mito fundador da nova capital no Batismo Cultural goianiense. Analisa a conjuntura das primeiras décadas da construção da cidade, as atividades relacionadas à criação da Escola Goiana de Belas Artes (EGBA) e o debate de intelectuais e artistas em torno de uma campanha modernista, vez que Goiânia foi criada como estratégia da modernidade e sob a égide da cultura.

 

Palavras-Chave: Crítica de arte, Modernidade, Cultura goiana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

jacqueline siqueira vigario, universidade federal de goiás

Jacqueline Siqueira Vigário possui graduação em Comunicação (UFG/1999) e em História (PUC-GO/2007) e é Mestre em História pela PUC/GO. Atualmente é doutoranda no Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal de Goiás, local em que desenvolve pesquisa na linha de Interculturalidades. Integra o Grupo de Estudos de História e Imagem (GEHIM –UFG/CNPq). Atua na área de ensino de história e estudos de imagem.

Downloads

Publicado

2014-07-07

Como Citar

VIGARIO, jacqueline siqueira. A RECEPÇÃO CRÍTICA NA INVENÇÃO DAS ORIGENS: A ICONOGRAFIA DE NAZARENO CONFALONI E A CULTURA GOIANA. Revista Aedos, [S. l.], v. 6, n. 14, 2014. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/aedos/article/view/42215. Acesso em: 2 jul. 2022.