O papel dos historiadores nas garantias dos direitos à memória, à verdade e à justiça

Autores

  • Caroline Silveira Bauer Universidade Federal de Pelotas

Palavras-chave:

Historiadores, Justiça de Transição, Pesquisa Histórica, Direito à memória e à verdade, Justiça.

Resumo

Este artigo é uma reflexão sobre o papel dos historiadores no processo de Justiça de Transição, garantindo os direitos à memória, à verdade e à justiça.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Caroline Silveira Bauer, Universidade Federal de Pelotas

Doutora em História pela UFRGS e pela Universitat de Barcelona. Professora de História Contemporânea da Universidade Federal de Pelotas. Integrante do grupo de pesquisa “Memoria y sociedad. Las políticas de reparación y memoria y los procesos sociales  en la construcción  de la memoria pública. Conflicto,
representación y gestión – HAR2011-23490”.

Downloads

Publicado

2013-09-01

Como Citar

BAUER, C. S. O papel dos historiadores nas garantias dos direitos à memória, à verdade e à justiça. Revista Aedos, [S. l.], v. 5, n. 12, 2013. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/aedos/article/view/40837. Acesso em: 27 set. 2022.