O Filósofo e a Donzela: a corrosão do mito de Joana d’Arc por Voltaire em La Pucelle d’Orléans

Autores

  • Mayquel Eleuthério UFRGS

Palavras-chave:

Cultura e Representações

Resumo

Este estudo propõe uma análise da representação de Joana d’Arc no poema La Pucelle d’Orléans, de Voltaire, e em outros escritos de sua autoria. Por meio de uma breve incursão a demais autores setecentistas que se ocuparam da heroína, procuro oferecer uma interpretação que leve em conta a diversidade dos posicionamentos a respeito do sobrenatural em sua história. Evitando simplificar a postura iluminista, tais passos conduzem à compreensão contextual do combate voltairiano ao mito da Donzela. Proponho que a obra de Voltaire seja entendida como um ataque menos à figura histórica de Joana do que à sacralização que dela se fez – sobretudo em La Pucelle (1656), de Jean Chapelain.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-07-10

Como Citar

ELEUTHÉRIO, M. O Filósofo e a Donzela: a corrosão do mito de Joana d’Arc por Voltaire em La Pucelle d’Orléans. Revista Aedos, [S. l.], v. 4, n. 10, 2012. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/aedos/article/view/24603. Acesso em: 28 jun. 2022.