Políticas de acesso à educação superior: as experiências da Universidad do Chile e da Unicamp

Autores/as

  • Ana Elisa Spaolonzi Queiroz Assis Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas (FE/UNICAMP) e Faculdade de Direito do Sul de Minas (FDSM) http://orcid.org/0000-0003-3759-4845

Palabras clave:

Educação Superior. Políticas de Acesso. Educação Comparada

Resumen

A América Latina é marcada por alto grau de desigualdade no acesso à Educação Superior, neste contexto, Universidad de Chile e UNICAMP desenvolveram políticas locais a fim de contemplar estudantes que historicamente são marginalizados nos sistemas universitários. Apresentar o SIPEE (Sistema de Ingreso Prioritario y Equidad Educativa) e o PAAIS (Programa de Ação Afirmativa e Inclusão Social) na perspectiva da educação comparada é o objetivo deste trabalho, de forma que pontuamos o conceito de equidade que dá embasamento às políticas, para então apresentarmos as políticas a partir de seus objetivos e formas de ingresso. Finalizamos o trabalho apresentando quadro comparativo para subsidiar e fomentar discussões sobre a temática do acesso à Educação Superior.

Descargas

Los datos de descargas todavía no están disponibles.

Biografía del autor/a

Ana Elisa Spaolonzi Queiroz Assis, Faculdade de Educação da Universidade Estadual de Campinas (FE/UNICAMP) e Faculdade de Direito do Sul de Minas (FDSM)

Departamento de Políticas, Administração e Sistemas Educacionais (FE/UNICAMP)

Constitucionalismo e Democracia (FDSM)

Publicado

2020-12-04

Cómo citar

Spaolonzi Queiroz Assis, A. E. (2020). Políticas de acesso à educação superior: as experiências da Universidad do Chile e da Unicamp. Políticas Educativas – PolEd, 14(1). Recuperado a partir de https://seer.ufrgs.br/index.php/Poled/article/view/104624