Avaliação clínico-laboratorial de uma preparação de insulina suína lenta no controle de cães diabéticos

Authors

  • Alan Gomes Pöppl UFRGS
  • Simone Tostes de Oliveira UFRGS
  • Marcus Streb Sortica UFRGS
  • Rafael Rodrigues Ferreira UFRGS
  • Patrícia Rick Barbosa UFRGS
  • Luciana de Almeida Lacerda UFRGS
  • Félix Días González UFRGS

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-9216.15174

Keywords:

Diabetes mellitus canina, Insulina lenta suína

Abstract

A maioria dos cães diabéticos necessitam de insulinoterapia após realizado o diagnóstico da doença, independentemente dos eventos envolvidos na etiologia do problema, a fim de controlar os sinais clínicos, retomar a qualidade de vida e evitar a cetoacidose. A insulina NPH humana tem sido utilizada em duas aplicações diárias, mas terapias alternativas com uma aplicação diária têm sido propostas. O objetivo deste trabalho foi avaliar a resposta clínico-laboratorial de cinco cães a uma terapia insulínica alternativa, com uma preparação de insulina suína lenta SID. Refeições foram administradas no momento da aplicação de insulina e após oito horas, com jejum de dezesseis horas até a nova refeição e aplicação de insulina. Dois pacientes já recebiam insulina NPH humana BID antes do estudo. Outros três iniciaram com insulina lenta suína após o diagnóstico de diabetes. O acompanhamento dos pacientes foi realizado durante dois meses mediante hemograma, urinálise e painel bioquímico. Os melhores resultados foram alcançados em uma cadela que sofrera ovariohisterectomia e mastectomia, recebendo ração comercial rica em fibras. Em geral, observou-se um razoável controle dos sinais clínicos e laboratoriais da diabetes, que foi menos eficiente em decorrência de fatores como estresse, estro/diestro e doenças intercorrentes como hipotireoidismo. Seria recomendável o uso de insulina lenta suína para cães em casos em que tenham sido eliminadas possíveis causas de resistência à insulina (desordens hormonais, inflamatórias, infecciosas ou neoplásicas), associado a dieta rica em fibras para melhores resultados.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Alan Gomes Pöppl, UFRGS

Simone Tostes de Oliveira, UFRGS

 

 

Hospital de Clínicas Veterinárias (HCV), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, RS, Brasil.

Laboratório de Análises Clínicas Veterinárias, Faculdade de Veterinária/UFRGS.

Marcus Streb Sortica, UFRGS

 

 

Hospital de Clínicas Veterinárias (HCV), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, RS, Brasil.

Rafael Rodrigues Ferreira, UFRGS

 

 

Hospital de Clínicas Veterinárias (HCV), Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), Porto Alegre, RS, Brasil.

Patrícia Rick Barbosa, UFRGS

 

 

Laboratório de Análises Clínicas Veterinárias, Faculdade de Veterinária/UFRGS.

Luciana de Almeida Lacerda, UFRGS

 

 

Laboratório de Análises Clínicas Veterinárias, Faculdade de Veterinária/UFRGS.

Félix Días González, UFRGS

 

 

Laboratório de Análises Clínicas Veterinárias, Faculdade de Veterinária/UFRGS.

Published

2018-06-27

How to Cite

Pöppl, A. G., Oliveira, S. T. de, Sortica, M. S., Ferreira, R. R., Barbosa, P. R., Lacerda, L. de A., & González, F. D. (2018). Avaliação clínico-laboratorial de uma preparação de insulina suína lenta no controle de cães diabéticos. Acta Scientiae Veterinariae, 34(2), 125–135. https://doi.org/10.22456/1679-9216.15174

Issue

Section

Articles

Most read articles by the same author(s)

> >>