Índices de sensibilidade à insulina em fêmeas caninas: efeito do ciclo estral e da piometra

Authors

  • Álan Gomes Pöppl UFRGS
  • Camila Serina Lasta UFRGS
  • Félix Hilário Díaz González UFRGS
  • Luiz Carlos Kucharski UFRGS
  • Roselis Silveira Martins da Silva UFRGS

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-9216.16395

Keywords:

Resistência à insulina, Diestro, Piometria, Relação insulina, glicose

Abstract

A ocorrencia do estro e diestro em femeas caninas esta associada a presenca de resistencia a insulina. Alem disso, estados septicos e inflamatorios, como observado frente a piometra, tambem cursam com resistencia a acao insulinica. O objetivo deste estudo foi verificar qual o efeito das diferentes fases do ciclo estral e da piometra sobre diferentes indices de sensibilidade a insulina. Com base em medidas de glicemia e insulinemia basal em femeas caninas em diferentes fases do ciclo estral, e em pacientes com piometra, foram calculados os indices HOMA B, HOMA R, indice insulinogenico, relacao insulina:glicose corrigida, determinacao da fructosaminemia e relacao fructosamina/albumina. O indice insulinogenico e a relacao insulina:glicose corrigida mostraram-se mais sensiveis na deteccao de hiperinsulinemia relativa, especialmente em pacientes com piometra. A falta de valores de corte para os indices HOMA prejudicou sua avaliacao, apesar de terem sido eficazes em demonstrar resistencia a insulina e maior secrecao pancreatica de insulina em femeas com piometra. Os diferentes indices de sensibilidade mostraram-se como ferramentas de facil aplicacao, uteis e relativamente pouco onerosas, apresentando vantagens em relacao a determinacao isolada de glicose e insulina sericas em jejum. A fructosamina nao foi eficaz em evidenciar diferencas significativas entre as diferentes fases do ciclo estral, apesar de ter sofrido forte influencia da albuminemia nas pacientes com piometra. A determinacao da relacao fructosamina:albumina e mais indicada do que a avaliacao da fructosamina isolada, sendo necessarios estudos para determinar valores de referencia desta relacao, bem como para os indices HOMA B e HOMA R em caninos.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Álan Gomes Pöppl, UFRGS

Camila Serina Lasta, UFRGS

 

 

Programa de Pos-graduacao em Ciencias Veterinarias da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (PPGCV-UFRGS), Faculdade de Veterinaria, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

 

 

Laboratorio de Analises Clinicas Veterinarias, Faculdade de Veterinaria-UFRGS.

Félix Hilário Díaz González, UFRGS

 

 

Laboratorio de Analises Clinicas Veterinarias, Faculdade de Veterinaria-UFRGS.

Luiz Carlos Kucharski, UFRGS

 

 

Laboratorio de Metabolismo e Endocrinologia Comparada, Departamento de Fisiologia, Instituto de Ciencias Basicas da Saude-UFRGS.

Roselis Silveira Martins da Silva, UFRGS

 

 

Laboratorio de Metabolismo e Endocrinologia Comparada, Departamento de Fisiologia, Instituto de Ciencias Basicas da Saude-UFRGS.

Published

2018-03-30

How to Cite

Pöppl, Álan G., Lasta, C. S., González, F. H. D., Kucharski, L. C., & Silva, R. S. M. da. (2018). Índices de sensibilidade à insulina em fêmeas caninas: efeito do ciclo estral e da piometra. Acta Scientiae Veterinariae, 37(4), 341–350. https://doi.org/10.22456/1679-9216.16395

Issue

Section

Articles

Most read articles by the same author(s)

> >>