Emprego do compósito látex, poliamida e polilisina a 0,1% na correção cirúrgica de hérnias umbilicais recidivantes em bovinos leiteiros

Authors

  • Rogério Elias Rabelo UFG
  • Fabiano José Ferreira de Sant'Ana UFG
  • Neusa Margarida Paulo UFG
  • Alana Flávia Romani UFG
  • Luiz Antônio Franco da Silva UFG
  • Marco Antônio de Oliveira Viu UFG
  • Cláudia Bueno Alves Prefeitura Municipal de Jataí
  • Caroline Rocha de Oliveira Lima UFG
  • Olízio Claudino da Silva UFG

DOI:

https://doi.org/10.22456/1679-9216.14796

Keywords:

Hérnia umbilical recidivante, Implante, Bovinos

Abstract

Implantes biológicos e sintéticos têm sido comumente utilizados em cirurgia experimental com resultados promissores. Esse trabalho tem por objetivo avaliar a viabilidade do compósito de látex, poliamida e polilisina a 0,1% como implante nas hernioplastias umbilicais recidivantes. Utilizou-se 12 bovinos, mestiços e machos (idade 8–10m). As hernioplastias foram efetuadas com a justaposição do compósito sob o anel herniário. Efetuou-se avaliações clínicas diárias, por meio de escores, como segue: processo inflamatório (0-3), deiscência da ferida cirúrgica (0-2), além de abscessos, fistulações e recidiva (0-1, cada). Realizou-se avaliação macroscópica do sítio de implantação e colheita de material para histopatologia em dois animais aos 15 dias, dois aos 30 dias e dois aos 45 dias após o implante. Aos 10 dias de pós-operatório, observou-se processo inflamatório de escore 1 nos doze animais. Constatou-se após a biópsia, processo inflamatório de escore 3 nos seis animais e deiscência da ferida cirúrgica com escore 1 em quatro bovinos e escore 2 em dois animais. Verificou-se intensa associação entre o tecido conjuntivo neoformado e o tecido muscular, promovendo estabilidade e reparação cicatricial. No 15º dia observou-se fibroblastos associados à neovascularização e infiltrado de macrófagos, linfócitos e plasmócitos. Afastando-se da área de implante, havia predominância de colágeno. No 30º dia, notou-se feixes conjuntivos, discreta neovascularização e infiltrado de macrófagos. No 40º dia notaram-se características microscópicas semelhantes às observadas aos 30 dias. Conclui-se que o compósito de látex, poliamida e polilisina a 0,1% é eficaz nas hernioplastias umbilicais em bovinos.

Downloads

Download data is not yet available.

Author Biographies

Rogério Elias Rabelo, UFG

Fabiano José Ferreira de Sant'Ana, UFG

 

 

Universidade Federal de Goiás (UFG), Campus de Jataí (CAJ), GO/Brasil.

Neusa Margarida Paulo, UFG

 

 

UFG, Escola de Veterinária (EV), Goiânia, GO.

Alana Flávia Romani, UFG

 

 

Universidade Federal de Goiás (UFG), Campus de Jataí (CAJ), GO/Brasil.

Luiz Antônio Franco da Silva, UFG

 

 

UFG, Escola de Veterinária (EV), Goiânia, GO.

Marco Antônio de Oliveira Viu, UFG

 

 

Universidade Federal de Goiás (UFG), Campus de Jataí (CAJ), GO/Brasil.

Cláudia Bueno Alves, Prefeitura Municipal de Jataí

 

 

Prefeitura Municipal de Jataí.

Caroline Rocha de Oliveira Lima, UFG

 

 

Acadêmica de Medicina Veterinária UFG/CAJ.

Olízio Claudino da Silva, UFG

 

 

UFG, Escola de Veterinária (EV), Goiânia, GO.

Published

2018-06-27

How to Cite

Rabelo, R. E., Sant’Ana, F. J. F. de, Paulo, N. M., Romani, A. F., Silva, L. A. F. da, Viu, M. A. de O., Alves, C. B., Lima, C. R. de O., & Silva, O. C. da. (2018). Emprego do compósito látex, poliamida e polilisina a 0,1% na correção cirúrgica de hérnias umbilicais recidivantes em bovinos leiteiros. Acta Scientiae Veterinariae, 33(2), 169–175. https://doi.org/10.22456/1679-9216.14796

Issue

Section

Articles

Most read articles by the same author(s)

> >>