As práticas políticas na escrita antropológica, etnografia em hipertextos e a produção de conhecimento em Antropologia

Ana Luiza Carvalho da Rocha

Resumo


Na pesquisa que se desenvolve no Banco de Imagens de Efeitos Visuais desde 1997, no Programa de Pós-Graduação em Antropologia/UFRGS, onde se emprega a hipermídia na produção de novas escritas etnográficas, acredita-se que a introdução de novas tecnologias tem sido capaz de nos encaminhar para o aprofundamento de uma reflexão singular o estatuto da representação etnográfica no contexto da cultura visual do mundo contemporâneo e seus efeitos sobre a prática escriturística do antropólogo para a produção antropológica de conhecimento.

Assim, gostaríamos de referir esta apresentação ao processo de pesquisas com coleções etnografias escritas e a construção de etnografias hipertextuais dentro da base de dados do BIEV e a tomada de consciência que vimos experienciando da não opacidade do espaço livresco na construção dos escritos antropológicos tendo em vista a necessidade de se pensar o espaço da produção textual que configurou classicamente o livro impresso como lugar de realização da obra etnográfica.

Procuramos retornar o debate em torno da escrita etnográfica e suas artes da persuasão, tomando-se agora como tema central sua articulação com o espaço livresco, território convencionalmente estipulado para a exposição e divulgação dos fatos da ciência antropológica.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1984-1191.9253

Revista Iluminuras - Publicação Eletrônica do Banco de Imagens e Efeitos Visuais - BIEV/LAS/PPGAS/IFCH/UFRGS

E-ISSN 1984-1191