Cidade e narrativas filmicas

Cornelia Eckert, Ana Luiza Carvalho da Rocha

Resumo


Após 12 anos de um percurso acadêmico identificado com a Antropologia Urbana, obtivemos em 1997 um projeto integrado aprovado no Cnpq e um auxílio financeiro concedido pela Fapergs. Demos início então a uma pesquisa etnográfica tendo por perspectiva o resgate da pluralidade e diversidade de memórias coletivas e da preservação do patrimônio etnológico do mundo urbano, buscando contemplar os lugares da memória dos habitantes de Porto Alegre, sendo esta a cidade de nossas atividades acadêmicas e universo de pesquisa.

 

O projeto desde então se dedica ao estudo das formas singulares e plurais de construção de tempos sociais vividos na cidade a partir do estudo de memórias e identidades sociais, práticas e saberes de indivíduos e grupos diversos responsáveis pelo agenciamento cotidiano dos dramas da vida urbana. Analisando a cidade a partir dos itinerários urbanos narrados pelos habitantes no seu cotidiano, adotamos novos paradigmas de pesquisa etnográfica objetivando não apenas registrar e documentar os acontecimentos históricos geradores de uma identidade citadina, mas refletir sobre o caráter ético e estético de seus complexos culturais.

 

A partir de 1998 passamos a cruzar práticas museológicas e etnográficas no estudo do mundo urbano privilegiando a produção de imagens disponibilizadas em um museu virtual. Fomos adequando formas de técnicas de processamento documental, criando condições para uma organização mais dinâmica dos acervos e dos dados de pesquisa, reabilitando o espaço museal como espaço de conhecimento, produção e criação de memórias coletivas.

 

Com o recurso de novas tecnologias aperfeiçoamos o processo de classificação, catalogação, digitalização e editoração permanente destas imagens no sistema de gerenciamento do suporte criado com a denominação de Banco de Imagens e Efeitos Visuais, dinamizando sua adequação à linguagem WEB, o que permite ao usuário acessar as fontes que estão na origem da base de dados etnográficas do Projeto Integrado. Estes encaminhamentos permitiram o incremento de um processo de informatização dos dados de pesquisa, com vistas a disponibilizá-los aos demais pesquisadores interessados no tema da memória coletiva na cidade e tendo por intenção reunir coleções de documentos etnográficos, nos seus suportes mais diferenciados (imagem em vídeo, filme, som e grafia).

 

Em especial, o Banco de Imagens e Efeitos Visuais, concebido a partir deste Projeto, trabalhando com conjuntos documentais diversos sobre a cidade de Porto Alegre, oportunizou uma investigação mais detalhada dos sistemas de representações (imagens e valores) que caracterizam a vida na cidade tanto dos locais de pertencimento em seus territórios urbanos, quanto de suas redes afetivas, instrumentos significativos para a construção de rede de organização da base de dados do Projeto e do resgate de suas informações pelo usuário. Disponibiliza-se estas imagens em programas de formas interativas de documentação, registro, apropriação e produção de memória coletiva integrando novas tecnologias.


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1984-1191.9121

Revista Iluminuras - Publicação Eletrônica do Banco de Imagens e Efeitos Visuais - BIEV/LAS/PPGAS/IFCH/UFRGS

E-ISSN 1984-1191