Da Garganta do Diabo à Cidade de Deus: Trajetos de uma etnografia entre a antropologia e a pesquisa-ação

Renata da Silva Melo

Resumo


Este artigo tem como objetivo contribuir para o debate sobre experiências de participação e ação social a partir de pesquisas antropológicas em interseção com a pesquisa- ação. Para tal, será apresentado um relato etnográfico sobre A notícia por quem vive, um jornal comunitário da Cidade de Deus, favela da Zona Oeste do Rio de Janeiro.  Por mais de 6 anos moradores dessa favela e pesquisadores da UFRJ estiveram envolvidos em torno deste jornal a partir de um projeto de extensão. A análise terá como foco as relações entre os dois grupos cuja história teve um fim emblemático quando o primeiro deles decide romper com a UFRJ. Tomando este rompimento como ponto de partida, a finalidade é refletir sobre limites e potencialidades nas interações entre universidade e outros setores da sociedade, apontando para a importância de um olhar relacional sobre o tema e para a necessidade de repensar formas de pactuação e aproximação com aqueles com os quais pretendemos estudar.

Palavras-chave: Antropologia. Etnografia. Pesquisa-ação. Favela. Extensão.

 

  

From the Devil's Throat to the City of God: paths of an ethnography between anthropology and action research

 

Abstract: This article aims to contribute to the debate on experiences of participation and social action from anthropological research at the intersection of research-action. To this end, an ethnographic report will be brought about A notícia por quem vive, a community newspaper from Cidade de Deus, a favela in the West Zone of Rio de Janeiro.  For over 6 years a group of residents of this favela and researchers from UFRJ have been involved around this newspaper from an extension project. The analysis will focus on the relations between the two groups whose history had an emblematic end when the first of them decided to break with the university. Taking this break-up as a starting point, the article aims to reflect on limits and potentialities in the interactions between the university and broader sectors of society, pointing in its conclusions to the importance of a relational look on the subject.

Keywords: Anthropology. Ethnography. Action research. Slum, Extension.


Palavras-chave


Antropologia. Etnografia. Pesquisa-ação. Favela. Extensão.

Texto completo:

139-165 PDF

Referências


ALCOFF, Martín Linda. The Problem of Speaking for Others. Cultural Critique. No 20, Winter 1991-1992, pp. 5-32.

APPADURAI, Arjun. The production of locality. In: Modernity at large: cultural dimensions of globalization. Vol. 1. Minneapolis: University of Minnesota Press, 1996.

BENTES, Ivana. O copyright da miséria e os discursos sobre a exclusão. Cinemais (Revista de Cinema e Outras Questões Audiovisuais- n.o 33- Cinema de Poesia). Rio de Janeiro: Aeroplano, 2003.

BEAUD, Stéphane; WEBER, Florence. Guia para pesquisa de campo: produzir e analisar dados etnográficos. Petrópolis: Vozes, 2007.

BOROFSKY, Robert; DE LAURI, Antonio. “Public Anthropology in Changing Times”. Public Anthropologist, 1: 3-19, 2019.

BOURDIEU, Pierre. A distinção: crítica social do julgamento. São Paulo: Edusp/Zouk, 2007.

BRAGA, Raquel Willadino; ANSEL, Thiago Araujo; MOISÉS, Raika Julie. Direito à comunicação e justiça racial –Rio de Janeiro: Observatório de Favelas, 2014.

CAVALCANTI, Mariana. “Do barraco à casa: tempo, espaço e valor(es) em uma favela consolidada”. Revista Brasileira de Ciências Sociais, vol. 24, no 69, 2009.

CORRÊA, Diogo. Anjos de Fuzil: uma etnografia das relações entre Igreja e tráfico na Cidade de Deus. Rio de Janeiro: Tese de Doutorado em Sociologia. Programa de Pós-Graduação em Sociologia (IESP), Universidade do Estado do Rio de Janeiro, 2015.

FREIRE, Paulo. Extensão ou comunicação? 18. ed. Rio de Janeiro / São Paulo: Paz&terra, 2017.

FORPROEX - Fórum de Pró-reitores de Extensão das Universidades Públicas Brasileiras. 2012, Manaus. Política Nacional de Extensão Universitária.

IETS. 2010. “Pesquisa nas Favelas com Unidades de Polícia Pacificadora da Cidade do Rio de Janeiro. — Resultado Consolidado.” Instituto de Estudos de Trabalho e Sociedade.

INGOLD, Tim. “Sobre levar os outros a sério”. In: ___. Antropologia – Para que serve? Tradução de Beatriz Silveira Castro Filgueiras. Petrópolis: Vozes, 2019. pp. 7-19.

MAGNANI, J. “De perto e de dentro: notas para uma etnografia urbana”. Revista Brasileira de Ciências Sociais, 17 (49), jun., São Paulo, 2002.

MELO, Renata da Silva. A notícia por quem vive: Um olhar antropológico sobre a comunicação comunitária a partir de uma experiência da Cidade de Deus. Rio de Janeiro, 2017. Dissertação (Mestrado em Sociologia e Antropologia) -Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2017.

O’DONNELL, Julia. A invenção de Copacabana. Culturas urbanas e estilos de vida no Rio de Janeiro. Editora Zahar: 2013.

ORTNER, Sherry. Subjetividade e crítica cultural. Horizontes Antropológicos, ano 13, n.28, p. 375-405, jul./dez. 2007.

NARAYAN, Kirin. “How Native Is a ‘Native’ Anthropologist?”. American Anthropologist. Vol. 95, no 3, 1993, p. 671-686.

PEIRANO, Mariza. A favor da etnografia. Rio de Janeiro, Relume-Dumará, 1995.

PÊPE, Suzane Pinho, SANTOS, Paula Odilon. Tendências conceituais acerca das identidades na contemporaneidade. In: Revista Trías, ano III, nº 6, janeiro a julho de 2013.

PEREIRA, Camille Costa Perissé. Comunicação que sobrevive: a busca de nutrientes para uma mídia autogerida por moradores da Cidade de Deus. Rio de Janeiro: UFF, 2015. Dissertação-Programa de Pós-Graduação em Mídia e Cotidiano.

THIOLLENT, Michel. Metodologia da Pesquisa-ação(14ªed.) São Paulo: Editora Cortez, 2005.

VALLADARES, Lícia do Prado. A invenção da favela: do mito de origem a favela.com. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 2005.

VELHO, Gilberto. A utopia urbana. Rio de Janeiro: Zahar, 1973.

VELHO, Gilberto. “Observando o familiar”. In: ____. Individualismo e cultura: notas para uma antropologia da sociedade contemporânea. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1980.

ZALUAR, Alba. A máquina e a revolta: as organizações populares e o significado da pobreza. Brasiliense, 2ª ed. 1994.

ZALUAR, Alba. Cidade de Deus e condomínio do diabo. Revista de História da Biblioteca Nacional, Rio de Janeiro, ano 3, n. 25, 2007.




DOI: https://doi.org/10.22456/1984-1191.118992

Revista Iluminuras - Publicação Eletrônica do Banco de Imagens e Efeitos Visuais - BIEV/LAS/PPGAS/IFCH/UFRGS

E-ISSN 1984-1191

iluminuras@ufrgs.br