Organização

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22456/1984-1191.116025

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ricardo Campos, Universidade Nova de Lisboa (UNL)

Ricardo Campos is a social scientist and illustrator, born and living in Lisbon (Portugal). He holds a Graduation and Masters degree in Sociology and a PhD in Visual Anthropology. Currently, he is postdoctoral research fellow at CICS.Nova – Interdiciplinary Centre of Social Sciences, Portugal. In the past fifteen years, he has been researching urban youth cultures and, particularly, the connections between youth and image. Dr. Campos has recently studied the graffiti community in the city of Lisbon for his PhD thesis. Besides urban cultures, he has been studying and writing several articles and books -mainly in Portuguese- on topics such as visual methodologies, visual culture, art or education. His publications include “Porque pintamos a cidade? Uma abordagem etnográfica ao graffiti urbano” [Why do we paint the city? An ethnographic approach to urban graffiti] (Fim de Século, 2010) and “Introdução à Cultura Visual. Abordagens e metodologias” [Introduction to Visual Culture. Approaches and Methodologies] (Mundos Sociais, 2013). He has co-edited (with Andrea Mubi Brighenti and Luciano Spinelli) “Uma cidade de Imagens” [A city of images] (Mundos Sociais, 2011) and Popular & Visual Culture: Design, Circulation and Consumption (with Clara Sarmento, Cambridge Scholars Publishing, 2014). He is also one of the editors of the Brazilian academic journal "Cadernos de Arte e Antropologia" [Journal of Art and Anthropology](www.cadernosaa.ufba.br).

José Luís Abalos Júnior, Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS)

Doutor em Antropologia Social (UFRGS) compõe a equipe do Banco de Imagens e Efeitos Visuais (BIEV/PPGAS/UFRGS) e do Grupo de Pesquisa Sociologia Urbana e Internacionalização das Cidades (GPSIUC/PPGS/UFRGS). Possui graduação em Ciências Sociais (2014), mestrado (2017) e doutorado (2021) em Antropologia Social pelo PPGAS/UFRGS. Realizou doutoramento sanduíche (PDSE/CAPES/2018) na Universidade Nova de Lisboa, Portugal. Tem experiência na área de antropologia, com ênfase em antropologia urbana e visual, atuando principalmente nos seguintes temas: criatividades urbanas, distritos criativos, memória social, patrimônio, culturas populares, ética e gentrificação.

Daniel Meirinho, Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN)

Professor do Programa de Pós-graduação em Estudos da Mídia (PPgEM/UFRN) e do Departamento de Comunicação Social da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Pós-doutorado em Comunicação pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (PPGCOM-UERJ). Doutor em Ciências da Comunicação pela Universidade Nova de Lisboa (UNL, Portugal). Mestre em Comunicação e Artes pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas (FCSH UNL, Portugal). É pesquisador do Grupo Pragmáticas da Comunicação (PRAGMA-UFRN). Desenvolve pesquisas na área de Comunicação, com ênfase na fotografia, artes visuais, decolonialidade, raça e etncidade.

Publicado

2021-06-18

Como Citar

CAMPOS, R.; ABALOS JÚNIOR, J. L.; MEIRINHO, D. Organização. ILUMINURAS, Porto Alegre, v. 22, n. 56, 2021. DOI: 10.22456/1984-1191.116025. Disponível em: https://seer.ufrgs.br/index.php/iluminuras/article/view/116025. Acesso em: 28 set. 2022.