Cidades Sustentáveis: Cenas etnográficas sobre experiências autônomas de economia circular

Caroline Soares de Almeida

Resumo


Resumo: O artigo caracteriza-se pela análise de modelos de gestão autônomas de resíduos sólidos orgânicos que envolvam atividades de reaproveitamento/reciclagem de despejos domésticos no Brasil, nos Países Baixos e em Portugal: Revolução dos Baldinhos (Florianópolis); Taste Before You Waste (Utrecht) e Lixo Zero (Portugal). O cenário global que compreende este trabalho é representado pela contraposição entre o avanço das políticas neoliberais adotadas pelos Estados e a emergência na adoção de um pacto com Objetivos para o Desenvolvimento Sustentável, proposto pela ONU (Agenda 2030). Intenta-se discutir de que forma as pessoas, em contextos diversos, têm se organizado para minimizar os efeitos causados pela crise ambiental, dentro de diferentes projetos governamentais neoliberais – e como essas ações de resistências que convergem para as metas assinaladas na Agenda 2030.

Palavras-chave: Neoliberalismo. Desenvolvimento Sustentável. Meio Ambiente. Agenda ONU 2030

 

 

SUSTAINABLE CITIES: ETHNOGRAPHIC SCENES ABOUT EXPERIENCES OF CIRCULAR ECONOMY.

 

Abstract: The research consists in the analysis of independent management models of domestic waste that involve reuse / recycling activities of domestic waste in Brazil, the Netherlands and Portugal: Baldinhos Revolution (Florianópolis); Taste Before You Waste (Utrecht) and Zero Waste (Portugal). The global panorama of this article is represented by the contrast between the advancement of neoliberal policies adopted by States, and the emergence for the adoption of the 2030 Agenda for Sustainable Development Goals, proposed by the United Nations. The objective is to analyze the ways that people, in different contexts, have organized themselves to minimize the effects caused by the environmental crisis, in different neoliberal states. - and how these actions of resistance converge to the 2030 Agenda.

Keywords: Neoliberalism. Sustainable Development. Environment. 2030 Agenda


Palavras-chave


Neoliberalismo. Desenvolvimento Sustentável. Meio Ambiente. Agenda ONU 2030.

Texto completo:

104-126 PDF

Referências


ABREU, Marcos José de. Gestão comunitária de resíduos orgânicos: o caso do projeto Revolução dos Baldinhos (PRB), capital social e agricultura urbana. 2013. Dissertação (Mestrado em Agroecossistemas). Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis.

CHUA, L.; FAIR, H. Anthropocene. In: F. Stein, S. Lazar, M. Candea, H. Diemberger, J. Robbins, A. Sanchez & R. Stasch (Eds). The Cambridge Encyclopedia of Anthropology. Cambridge: Cambridge University, 2019.

COLOMBIJN, Freek. Secrecy at the End of the Recycling Chain: The Recycling of Plastic Waste in Surabaya, Indonesia. Worldwide Waste: Journal of Interdisciplinary Studies, 3(1), 2020.

COLOMBIJN, Freek; RIAL, Carmen. Abordagens antropológicas dos resíduos sólidos em sociedades pós-industriais. RIAL, Carmen. O poder do lixo: abordagens antropológicas dos resíduos sólidos. Rio de Janeiro: Associação Brasileira de Antropologia, 2016.

COMISSÃO EUROPEIA. Comunicação da Comissão ao Parlamento Europeu, ao Conselho, ao Comité Económico e Social Europeu e ao Comité das regiões: uma estratégia europeia para os plásticos na Economia Circular. Estrasburgo, 2018. Disponível em: https://eur-lex.europa.eu/resource.html?uri=cellar:2df5d1d2-fac7-11e7-b8f5-01aa75ed71a1.0020.02/DOC_1&format=PDF. Acesso em: 22 de agosto de 2020.

CRUZ, Cintia A. BITTENCOURT, Paula T. Cartilha de formação: gestão comunitária de resíduos orgânicos e agricultura urbana. Florianópolis: Instituto ÇaraKura, 2019.

FELTRAN, Gabriel. Periferias, direito e diferença: notas de uma etnografia urbana. Revista de Antropologia, São Paulo, USP, 53 (2), 2010.

GONÇALVES, Beatrice C. O. O ensopado que alimenta, identifica e dá nome ao Morro do Mocotó (Dissertação). Florianópolis: Programa de Pós Graduação em Antropologia Social (PPGAS/UFSC), 2015.

HARVEY, David. O neoliberalismo: história e implicações. São Paulo: Edições Loyola, 2008.

KREMER, Natan S. Fragmentos de uma educação para o moderno na Florianópolis de Salim Miguel (Monografia). Trabalho de Conclusão de Licenciatura para a obtenção do grau de Licenciado em Ciências Sociais. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, 2019.

MILLER, Daniel. Trecos, troços e coisas: estudos antropológicos sobre a cultura material. Rio de Janeiro: Zahar, 2013.

MURPHY, Erin. Less is more work: a governmentality analysis of authenticity within minimalism discourse. Tese (Doutorado em Sociologia). Carleton University: Ottawa, Ontario, 2018.

ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS. Transformando o nosso planeta: a agenda 2030 para um desenvolvimento sustentável. Disponível em: https://nacoesunidas.org/wp-content/uploads/2015/10/agenda2030-pt-br.pdf. Acesso em 16 de agosto de 2020.

ORTNER, Sherry. Dark anthropology and its Others. Hau: Journal of Ethnographic Theory 6 (1): 47–73.

ORTNER, Sherry. On neoliberalism. Anthropology of this century. Londres: Issue.1; Maio, 2011. Disponível em: http://aotcpress.com/articles/neoliberalism/. Acesso em: 12 de junho de 2020.

PARK, Robert. E. The urban community as a spatial pattern and a moral order in On social control and collective behavior. Chicago/London: The University of Chicago Press, 1967, p. 55­68.

SANTA CATARINA; GOVERNO DO ESTADO; SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCAÇÃO. Política de educação escolar quilombola. Estado de Santa Catarina, Secretaria de Estado da Educação. Florianópolis: Secretaria de Estado da Educação, 2018.

SCHNEIDER, Kamila Guimarães. A revolução está no prato: do global ao local no Movimento Slow Food. Dissertação (Mestrado em Antropologia Social), Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2015. 173 pp.

SINGER, Paul. Introdução à economia solidária. São Paulo: Fundação Perseu Abrama, 2002.

VIANA, Nildo. Breve história do neoliberalismo. Revista Enfrentamento, n. 05, jul./dez. 2008, p. 4-10.

WACQUANT, Loïc. Três etapas para uma antropologia histórica do Neoliberalismo realmente existente. Caderno CRH, v. 25, n. 66, Set./Dez. 2012 p. 505-518.




DOI: https://doi.org/10.22456/1984-1191.107230

Revista Iluminuras - Publicação Eletrônica do Banco de Imagens e Efeitos Visuais - BIEV/LAS/PPGAS/IFCH/UFRGS

E-ISSN 1984-1191