A QUEDA NO ESPÍRITO SANTO SEGUNDO OS KAINGANG

Marília Sene de Lourenço

Resumo


Este ensaio fotográfico aborda um fenômeno comum aos rituais das
igrejas pentecostais de vertente contemporânea (chamadas “neopentecostais” por alguns autores), a Queda no Espírito Santo. Trata-se da perda da consciência de um fiel por meio do toque das mãos de um profeta em seu corpo – no local exato de suas chagas e/ou em sua testa – com a finalidade de curá-lo. Etnografei esse fenômeno como parte de alguns cultos evangélicos de aldeias Kaingang localizadas na região do Alto Uruguai (Brasil meridional), coletividades cuja predileção pelas igrejas pentecostais pode ser considerada massiva na atualidade. A Queda no Espírito Santo parece resultar do aquecimento do ritual, enfatizado pela presença
de especialistas religiosos não indígenas, convidados cujas ações geram condições ideais para essa forma particular de êxtase religioso.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/1982-8136.88050



Direitos autorais 2018 Marília Sene de Lourenço

Porto Alegre: UFRGS, IFCH, PPGAS, 1997 – Semestral - ISSN 1519-843X – ISSN 1982-8136 (eletrônico) Os conteúdos de Debates do NER estão licenciados em CC BY.