JACQUES LECOQ E O LABORATÓRIO DE ESTUDOS DO MOVIMENTO (LEM): DA ESCOLA DE ARQUITETURA A UM ESPAÇO AUTÔNOMO DE CENOGRAFIA EXPERIMENTAL

Ismael Scheffler

Resumo


O presente artigo apresenta aspectos históricos sobre a criação do Laboratório de Estudo do Movimento (LEM) junto a Escola Internacional de Teatro Jacques Lecoq, em 1976, em atividade até os dias de hoje na França. São realizadas considerações sobre a reforma no sistema de ensino de arquitetura na França em decorrência das manifestações estudantis de 1968, contexto que levou Jacques Lecoq a ingressar como professor junto à Unidade Pedagógica de Arquitetura n. 6 (UP6) da Escola Nacional Superior das Belas Artes de Paris, atualmente Escola Nacional Superior de Arquitetura de Paris La Villette, onde lecionou de 1969 a 1987. São apresentadas considerações sobre o arquiteto e cenógrafo Jacques Bosson que mediou o ingresso de Lecoq e a proposta de disciplina experimental que elaboraram juntos. São identificadas as disciplinas que Bosson e Lecoq coordenaram posteriormente, bem como a existência de trabalhos de conclusão de curso de alunos de arquitetura orientados por Lecoq. Por fim, é apresentado o contexto de criação do LEM como um projeto autônomo, da parceria de Lecoq com Krikor Belekian e a constribuição de Pascale Lecoq, ambos arquitetos formados na UP6. Também são apontados aspectos distintos entre a atividades desenvolvida por Lecoq na UP6 e o LEM.


Palavras-chave


ensino; cenografia; teatro francês; história do teatro; Jacques Lecoq

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.22456/2236-3254.87785





REVISTA CENA

Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas
Rua General Vitorino, 255
Centro - Porto Alegre - RS - 90020-171

  

revistacena@ufrgs.br
(51)3308.4380