Sob vigilância: os movimentos feministas brasileiros na visão dos órgãos de informação durante a Ditadura (1970-1980)

Ana Rita Fonteles DUARTE

Resumo


Este artigo tem por objetivo analisar as informações produzidas por diferentes órgãos de vigilância, ligados ao aparato repressor durante a ditadura civil militar brasileira, sobre os movimentos feministas nas cidades do Rio de Janeiro, São Paulo e Fortaleza, a partir de documentos encontrados nos Arquivos do Estado do Rio de Janeiro, Arquivo do Estado de São Paulo e no Arquivo Nacional. Procura-se, através dessa análise,  entender as preocupações despertadas sobre o regime ditatorial pelo movimento organizado por mulheres, na segunda metade dos anos de 1970 até meados dos anos de 1980, as formas explicativas usadas pelos agentes de segurança sobre o funcionamento dos diferentes grupos e lideranças, assim como o entendimento sobre as principais bandeiras de luta e articulações e conflitos políticos das feministas com outros movimentos sociais durante o processo de abertura política.

Palavras-chave


movimentos feministas; órgãos de vigilância; esquerdas; ditadura; abertura politica

Texto completo:

PDF

Referências


DUARTE, Ana Rita Fonteles. Jogos da Memória: o Movimento Feminino pela Anistia no Ceará. Fortaleza: Inesp/UFC, 2012.

FICO, Carlos. Como eles agiam. Os subterrâneos da Ditadura Militar: espionagem e polícia política. Rio de Janeiro: Editora Record, 2001.

FIGUEIRA, Sérvulo A. Modernização da família e desorientação: uma das raízes do psicologismo no Brasil. IN: FIGUEIRA, Sérvulo A. (org). Cultura e psicanálise. São Paulo: Editora Brasiliense, 1985.

MORAES, Letícia Nunes de Góes. Agentes infiltrados no movimento feminista brasileiro. In: AQUINO, Maria Aparecida et al (orgs). O dissecar da estrutura administrativa do Deops/SP. Dossiê Deops São Paulo, Vol.3. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado/Arquivo do Estado, 2002.

MURARO, Rose Marie. Memórias de uma mulher impossível. Rio de Janeiro: Editora Rosa dos Tempos, 1999.

PINTO, Céli Regina Jardim. Uma história do feminismo no Brasil. São Paulo: Editora Fundação Perseu Abramo, 2003.

SCOTT, Joan. Gênero: uma categoria útil para a análise histórica, trad. Christine Rufino Dabat, Recife, [s.n], 1991, mimeo.

SOIHET, Rachel. Zombaria como arma antifeminista: instrumento conservador entre libertários. Revista de Estudos Feministas: Florianópolis, [s.n], 13 (3), setembro-dezembro de 2005.

TELES, Maria Amélia Almeida. Breve História do Feminismo no Brasil. São Paulo: Editora Brasiliense, 1999.




DOI: https://doi.org/10.22456/1983-201X.90647

Anos 90 - Revista do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Rio Grande do Sul