Trabalhadores, escravidão e Islã: resistência e conexões no norte de Moçambique entre o final do século XIX e início do XX.

Regiane Augusto de Mattos

Resumo


No final do século XIX, chefes locais e parte da população de Angoche, Sangage, Sancul e Quitangonha, dos grupos macua-imbamela e namarrais organizaram uma série de ações em resposta às interferências da política colonialista portuguesa no norte de Moçambique. Essa coligação será neste artigo o ponto de partida para analisar as experiências e estratégias de resistência das sociedades do norte de Moçambique diante das formas de exploração do trabalho num momento caracterizado por novas relações de poder no continente africano. É intuito também refletir como o Islã, como um meio de inserção social, se configurou um elemento de mobilização para essa coligação de resistência. Dessa maneira, pretende-se uma abordagem mais matizada da resistência, ressaltando as dinâmicas das relações entre os diferentes agentes históricos presentes no norte de Moçambique entre o final do século XIX e o início do XX.


Palavras-chave


Moçambique; resistência; trabalhadores africanos; escravidão; Islã

Texto completo:

PDF

Referências


ABBINK, Jon; BRUIJN; Klass van (ed.). Repensar la resistencia en la Historia de África. In: ABBINK, Jon; BRUIJN, Mirjam; WALRAVEN, Klass van (ed.). A propósito de resistir. Repensar la insurgencia en África. Barcelona: Oozebap, 2008. p. 13-71.

ALBUQUERQUE, Joaquim Augusto Mousinho de. A campanha contra os Namarraes. Lisboa: Ministério dosNegócios da Marinha e Ultramar, 1897.

ALPERS, E. A. Towards a History of the expansion of Islam in East Africa: the matrilineal people of the Southern Interior. In: RANGER, T. O.; KIMAMBO, I. N. The historical study of african religion. Londres: Heinemann, 1972.

AMORIM, Pedro Massano de. Relatório sobre a occupação de Angoche operações de campanha e mais serviços realizados. [s.l.]: Imprensa Nacional, 1911.

AMSELLE, Jean-Loup. Ethnies et espaces: pour une anthropologie topologique. In: AMSELLE, Jean-Loup; M’BOKOLO, Elikia. Au coeur de l’ethnie. Ethnie, tribalisme e État en Afrique. Paris: La Découverte, 1999.

AMSELLE, Jean-Loup. Branchements. Anthropologie de l’universalité des cultures. Paris: Flammarion, 2001.

BONATE, Liazzat J. K. Traditions and transitions: Islam and chiefship in Northern Mozambique, ca. 1850-1974. Tese (Doutorado em Filosofia) – Departamento de Estudos Históricos, Universidade de Cape Town, África

do Sul, 2007.

BONATE, Liazzat J. K. Matriliny, Islam and gender in Northern Mozambique. Journal of Religion in Africa, Leiden, v. 36, n. 2, p. 139-166, 2006.

CAMPBELL, Gwyn. Madagascar and Mozambique in Slave Trade of the Western Indian Ocean, 1800-1861. Slavery & Abolition, n. 9, p. 166-193, 1988.

CAPELA, José. Como as aringas de Moçambique se transformaram em Quilombos, Tempo: Revista do Departamento de História da UFF, Rio de Janeiro, v. 10, n. 20, jan./jun. 2006.

COOPER, Frederick. Condições análogas à escravidão. In: COOPER, Frederick; HOLT, Thomas C.; SCOTT, Rebecca J. Além da escravidão: investigações sobre raça, trabalho e cidadania no pós-emancipação. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2005. p. 201-270.

COOPER, Frederick. Conflito e conexão: repensando a História Colonial da África. Revista Anos 90, Porto Alegre, v. 15, n. 27, jul. 2008.

COOPER, Frederick. The problem of the slavery in African Studies. Journal of African History, v. 20, n. 1, p. 103-125, 1979.

DEUTSCH, Jan-Georg. La resistencia de los esclavos bajo el colonialismo alemán en el África Oriental. In: ABBINK, Jon; BRUIJN, Mirjam; WALRAVEN, Klass van (ed.). A propósito de resistir. Repensar la insurgencia en África. Barcelona: Oozebap, 2008. p. 245-268.

FREITAG, Ulrike; VON OPPEN, Achim. Translocality. The Study of Globalising Processes from a Southern Perspective. Leiden; Boston: Brill, 2010.

HAFKIN, Nancy. Trade, society and politics in Northern Mozambique, c. 1753-1913. Ph.D. Dissertation. Boston: Boston University Graduate School, 1973.

KOPYTOFF, Igor; MIERS, Susanne. Introdution. Africa ‘slavery’ as an institution of marginality. In: Kopytoff, Igor; Miers, Susanne (ed.). Slavery in Africa. Historical and Anthropological Perpspective. Madison: University of Wisconsin Press, 1977.

LUPI, Eduardo do Couto. Angoche. Breve memória sobre uma das capitanias-mores do distrito de Moçambique. Lisboa: Typographia do Annuario Commercial, 1907.

MARTINS, Luísa F. G. A expedição militar portuguesa ao Infusse em 1880. Um exemplo de ocupação colonial nas terras islamizadas do Norte de Moçambique. In: REUNIÃO INTERNACIONAL DE HISTÓRIA DE ÁFRICA,

, 1989, Lisboa. Anais... Relação Europa-África no 3o quartel do século XIX. Lisboa: Centro de Estudos de História e Cartografia Antiga; Instituto de Investigação Cientifica e Tropical, 1989.

MARTINS, Luísa F. G. Os Namarrais e a reacção à instalação colonial (1895-1913). Instituto de Investigação Científica Tropical (IICT). Blogue de História Lusófona, ano 6, jul. 2011. Disponível em: http://www2.iict.pt. Acesso em: 15 ago. 2018.

MATTOS, Regiane Augusto de. As dimensões da resistência em Angoche: da expansão política do sultanato à política colonialista portuguesa no norte de Moçambique (1842-1910). São Paulo: Ed. Alameda, 2018.

MEDEIROS, Eduardo. As etapas da escravatura no norte de Moçambique. Maputo: Arquivo Histórico de Moçambique, 1988.

M’BOKOLO, Elikia. A África Negra. História e Civilizações do século XIX aos nossos dias. t. II. Lisboa: Edições Colibri, 2007.

MBWILIZA, Joseph. A history of commodity production in Makuani 1600-1900: mercantilist accumulation to imperialist domination. Dar es Salaam: University Press, 1991.

NEWITT, Mallyn. História de Moçambique. Lisboa: Europa-América, 1997.

PENRAD, Jean-Claude. Commerce et religion: expansion et configurations de l’Islam en Afrique Oriental. O Islão na África Subsaariana: actas do 6º Colóquio Internacional. Estados, Poderes e Identidades na África

Subsaariana. Porto: Centro de Estudos Africanos, 2004.

RODRIGUES, Eugénia. Cipaios da Índia ou soldados da terra? Dilemas da naturalização do exército português em Moçambique no século XVIII. História: Questões e Debates, Curitiba, n. 45, 2006.

SERRA, Carlos. História de Moçambique. Maputo: Universidade Eduardo Mondlane; Departamento de História e Tempo Editorial, 1982.

TRIMINGHAM, J. S. Islam in East Africa. Oxford: Clarendon Press, 1964.

ZAMPARONI, Valdemir. De escravo a cozinheiro. Colonialismo e racismo em Moçambique. Salvador: EDUFBA, 2007.




DOI: https://doi.org/10.22456/1983-201X.87656

Anos 90 - Revista do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Rio Grande do Sul