Arielismo e liberalismo nos escritos de viagem de Miguel Cané e Oliveira Lima

Fabio Muruci dos Santos

Resumo


Este artigo examina livros de viagem escritos por dois diplomatas sul-americanos no final do século XIX e início do XX, o argentino Miguel Cané e o brasileiro Manuel de Oliveira Lima. Viajando pelo Caribe, Colômbia e Venezuela, eles produziram artigos e narrativas sobre questões locais e propuseram interpretações da história latino-americana como um todo. Ambos consideravam a disseminação do igualitarismo político como a origem da instabilidade política do continente, argumentando a favor da recuperação de valores aristocráticos. Compartilhavam alguns dos princípios do imaginário arielista, amplamente disseminado pela América Latina na época, defendendo um liberalismo moderado, praticado por elites modernizadoras, e um sistema político seletivo como soluções para a instabilidade crônica das regiões que visitaram.

Palavras-chave


Miguel Cané; Oliveira Lima; Escritos de viagem; Arielismo; Liberalismo

Texto completo:

PDF

Referências


BOTANA, Natalio. La tradición republicana: Alberdi, Sarmiento y las ideas políticas de su tiempo. Buenos Aires: Editorial Sudamericana, 1997.

CANÉ, Miguel. Ensayos. En viaje. Buenos Aires: Claridad, 1994.

HIRSCHMAN, Albert. As paixões e os interesses: argumentos políticos a favor do capitalismo antes de seu triunfo. São Paulo: Paz e Terra, 1979.

LASARTE VALCÁRCEL, Javier. República sin ciudadanos: historia y barbarie en Cesarismo democrático. In: ALTAMIRANO, Carlos (Org.). Historia de los intelectuales en América Latina I: la ciudad letrada, de la conquista al modernismo. Buenos Aires: Katz Editores, 2008.

LIMA, Oliveira. Impressões da América Espanhola (1904-1906). Rio de Janeiro: José Olympio, 1953.

______. Revolução Pernambucana de 1817. In: Obra seleta. Rio de Janeiro: INL, 1971.

MALATIAN, Teresa. Oliveira Lima e a construção da nacionalidade. Bauru: EDUSC; São Paulo: FAPESP, 2001.

PAMPLONA, Marco Antônio. Una perspectiva “Arielista” entre los hombres públicos brasileños de fin de siglo: Joaquim Nabuco y Oliveira Lima. In: Estados Unidos desde América Latina: sociedad, política y cultura. México: Colegio de México, 1995.

ROMERO, José Luis. El desarrollo de las ideas en la sociedad argentina del siglo XX. Buenos Aires: A•Z Editora, 1998.

ROPER, Jon. Democracy and its critics: Anglo-American democratic thought in the nineteenth-century. London: Unwin Hyman, 1989.

SANTOS, Fabio Muruci dos. Os homens já se entendem em Babel: mito e história da América em Oliveira Lima, José Enrique Rodó e José Martí. Rio de Janeiro: UFRJ, 2004, mimeo.

SOBRINHO, Barbosa Lima. Oliveira Lima: sua vida e sua obra. In: LIMA, Oliveira. Obra seleta. Rio de Janeiro: INL, 1971.

TERÁN, Oscar. Vida intelectual en el Buenos Aires fin-de-siglo (1880-1910): derivas de la “cultura científica”. Buenos Aires: FCE de la Argentina, 2000.

______. El 80. Miguel Cané. In: Historia de las ideas en la Argentina: diez lecciones iniciales, 1810-1980. Buenos Aires: Siglo Veintiuno, 2008.

VIANNA, Luiz Werneck. A revolução passiva: iberismo e americanismo no Brasil. Rio de Janeiro: Revan, 1997.

VIÑAS, David. Literatura argentina y política I: de los jacobinos porteños a la bohemia anarquista. Buenos Aires: Santiago Arcos Editor, 2005.




DOI: https://doi.org/10.22456/1983-201X.7736

Anos 90 - Revista do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Rio Grande do Sul