Os casamentos árabes: a recriação de tradições entre imigrantes palestinos no Sul do Brasil

Denise Fagundes Jardim

Resumo


O artigo reúne os resultados produzidos em dois campos de pesquisa – a cidade de Chuí e grande Porto Alegre, RS –, explorados por meio do método etnográfico. O objetivo é evidenciar o empenho dos imigrantes em recriar tradições árabes e sublinhar práticas sociais comuns, extraindo do terreno da vida ordinária elementos que são elevados à categoria de signo emblemático da própria coletividade. Desde a publicação da coletânea A Invenção das Tradições de Ranger & Hobsbawn em 1983, discorrer sobre “tradições” não é um exercício de mera descrição. Retomamos o debate sobre a invenção e recriação das tradições a partir da análise dos rituais de casamento e da centralidade dessas festas de casamento na fabricação de uma coesão social.

Palavras-chave


Palestinos; Tradição; Gênero

Texto completo:

PDF

Referências


BARTH, F. The analysis of culture in complex societies. Ethnos, v.54, n. 3/4, 1989.

BENSÁ, Alban. Da micro-história a uma antropologia crítica. In: ______. Jogos de escala; a experiência da microanálise. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, 1998. p.39-76.

BOURDIEU, Pierre. Apêndice. O espírito da família. In: ______. Razões práticas: sobre a teoria da ação. Campinas: Papirus Editora, 1997.

CARNEIRO DA CUNHA, Manuela. Cultura en la política: derechos intelectuales en las poblaciones indígenas y locales. Actas Del IX Congresso de Antropologia de la Federacións de Asociaciones de Antropologia del Estado Español. Barcelona: Institut Catalã d’Antropologia, 2003.

______. Etnicidade: da cultura residual, mas irredutível. In: ______. Antropologia do Brasil; mito, história, etnicidade. São Paulo: Brasiliense, 1986.

CLIFFORD, James. Itinerários transculturales. Barcelona: Gedisa, 1997.

DAYAN-HERZBRUN, Sônia. As mulheres e a construção do sentimento nacional palestino. Cadernos Pagú. Fazendo História das Mulheres, Campinas, Núcleo de Estudos de Gênero/UNICAMP, n.4, p.173-186, 1995.

DUMONT, Louis. O individualismo; uma perspectiva antropológica da ideologia moderna. Rio de Janeiro: Rocco, 1985.

FARGUES, Philippe. O mundo árabe: a cidadela doméstica. In: ______. História da família. Portugal: Terramar, 1998.

FINNEGAN, Ruth. Oral traditions and the verbal arts. London: Routledge, 1992.

GEERTZ, Clifford. The interpretation of cultures. N.Y.: Basil Books, 1973.

______. Form and variation in Balinese village structure. In: POTTER; DIAZ; FOSTER (Org). Peasant society. Berkeley: University of California, 1967.

GELLNER, Ernest. Nation and nationalism. London: Basil Blackwell, 1983.

HOBSBAWN, Eric; RANGER, Terence. A invenção das tradições. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1997.

JARDIM, Denise F. Diásporas, viagens e alteridades: as experiências familiares dos palestinos no extremo-sul do Brasil. Horizontes Antropológicos, Porto Alegre, UFRGS/IFCH/PPGAS, ano 6, n.14, 2000.

______. Palestinos no extremo sul do Brasil: identidade étnica e os mecanismos sociais de produção da etnicidade. Chuí/RS. 2001. Tese (Doutorado) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Museu Nacional, Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social, Rio de Janeiro, 2001. (Impresso & CDROM).

______. Palestinos: as redefinições de fronteiras e cidadania. Horizontes Antropológicos, Porto Alegre, UFRGS/IFCH/PPGAS, ano 9, n. 19, p.223-243, 2002.

KERTZER, David. Rituais políticos e a transformação do Partido Comunista Italiano. Horizontes Antropológicos, Porto Alegre, UFRGS/IFCH/PPGAS, v. 7, n. 15, p. 15-36, jul. 2001.

MAUSS, Marcel. Ensaio sobre a dádiva. Forma e razão da troca nas sociedades arcaicas. In: ______. Sociologia e Antropologia. São Paulo: EPU, 1974. Vol. II.

MALINOWSKI, Bronislaw. Argonautas do Pacífico Ocidental: um relato do empreendimento e da aventura dos nativos nos arquipélagos da Nova Guiné melanésia. São Paulo: Brasiliense, 1984.

PETERS, Roberta. Palestinos no Sul do Brasil: um estudo sobre grupos minoritários e identidade étnica. In: REUNIÃO DA ABA, FÓRUM DOS JOVENS ANTROPÓLOGOS, 2004, Recife. Anais... Recife, 2004. Resumo.

SAHLINS, Marshall. Dos o tres cosas que sé acerca del concepto de cultura. Revista Colombiana de Antropologia, v.37, p.290-327, ene./dic. 200.

SAID, Edward. Orientalismo: o Oriente como invenção do Ocidente. São Paulo: Cia das Letras, 1990.

SAYAD, Abdelmalek. Les trois “ages” de l`emigration algerienne em France. Actes de la Recherche, n.17, p.59-79, jun. 1977.

TAMBIAH, Stanley J. Culture, thought, and social action; an anthropological perspective. Cambridge, Mass.: Harvard University Press, 1985.

TURNER, Victor. O processo ritual. Petrópolis: Vozes, 1974.

VITAR, Beatriz Muksdi. Testimonios orales de los descendientes de sirios libaneses en San Miguel de Tucumán (Argentina). Trocadero. Revista de Historia Moderna y Contemporánea, Universidad de Cádiz, Consejo Superior de Investigaciones Científicas, 2003. (Serie La Identificación Étnica).

WEBER, Max. Comunidades Étnicas. In: ______. Economia y sociedad. México: Fondo de Cultura Economica, 1968. V.1.




DOI: https://doi.org/10.22456/1983-201X.6384

Anos 90 - Revista do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Rio Grande do Sul