Poder e estratégias políticas no norte de Moçambique: a relação entre as pia-mwene e o governo português no final do século XIX

Regiane Augusto de Mattos

Resumo


O objetivo deste artigo é analisar a relação entre as pia-mwene, representantes das linhagens nas sociedades do norte de Moçambique, e o governo português no final do século XIX. Diante das interferências das autoridades portuguesas nos processos sucessórios das sociedades locais, é possível observar as estratégias utilizadas pelas pia-mwene na tentativa de preservar a autonomia e a legitimidade política.

Palavras-chave


Poder político; Pia-mwene; Norte de Moçambique

Texto completo:

PDF

Referências


AMORIM, P. M. de. Relatório sobre a occupação de Angoche operações de campanha e mais serviços realizados. Lourenço Marques: Imprensa Nacional, 1911.

AMSELLE, J-L. Ethnies et espaces: pour une anthropologie topologique. In: IDEM; M’BOKOLO, E. Au coeur de l’ethnie: Ethnie, tribalisme e État en Afrique. Paris: La Découverte, 1999. p. 11-48.

BAPTISTA, A. dos S. Monografia etnográfica sobre os macuas: breve ensaio etnográfico sobre a Nação Macua, dos distritos de Cabo Delgado, Nampula e Quelimane. Lisboa: Agência Geral do Ultramar, 1948.

BONATE, L. J. K., Traditions and transitions: Islam and chiefship in Northern Mozambique, ca. 1850-1974; Tese (Doutorado), Departamento de Estudos Históricos, Universidade de Cape Town, África do Sul, 2007.

CAPELA, J. Como as aringas de Moçambique se transformaram em Quilombos. Tempo: Revista do Departamento de História da UFF. Rio de Janeiro: 7 Letras, v. 10, n. 20, jan./jun. 2006.

GEFFRAY, C. Nem Pai nem Mãe: Crítica de Parentesco: O caso de Macua. Maputo: Editorial Ndjira/Lisboa: Editorial Caminho, 2000.

PE. Gerard. Mahimo Macuas. Moçambique Documentário Trimestral, n. 26, abr./ jun. 1941.

______. Costumes dos macuas do Medo. Moçambique Documentário Trimestral, n. 28, out./nov. 1941.

HAFKIN, N. Trade, society and politics in Northern Mozambique, c.1753-1913. Dissertation (Ph. D.), Boston University Graduate School, Boston, 1973.

LEITE, F. A questão ancestral: África Negra. São Paulo: Palas Athena; Casa das Áfricas, 2008.

LUPI, E. do C. Angoche: Breve memória sobre uma das capitanias-mores do distrito de Moçambique. Lisboa: Typographia do Annuario Commercial, 1907.

MACHADO, A. J. de M. Entre os macuas de Angoche. Lisboa: Prelo, 1970.

MARTINS, L. F. G. A expedição militar portuguesa ao Infusse em 1880: Um exemplo de ocupação colonial nas terras islamizadas do Norte de Moçambique. In: SANTOS, Maria E. M. Reunião Internacional de História de África: relação Europa-África no 3o quartel do século XIX. Lisboa: Centro de Estudos de História e Cartografia Antiga, Instituto de Investigação Cientifica e Tropical, 1989.

______. Os Namarrais e a reacção à instalação colonial (1895-1913). Instituto de Investigação Científica Tropical (IICT). Blogue de História Lusófona, Ano 6, julho de 2011. Disponível em: http://www2.iict.pt. Acesso em: set. 2011.

MATTOS, R. A. de. As dimensões da resistência em Angoche: da expansão política do sultanato à política colonialista portuguesa no norte de Moçambique (1842-1910). Tese (Doutorado em História Social) – Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012.

MBWILIZA, J. F. A history of commodity production in Makuani, 1600-1900. Dar es Salaam: Dar es Salaam University Press, 1991.

MILLER, J. C. Poder político e parentesco: Os antigos estados mbundu de Angola. Luanda: Arquivo Histórico Nacional, 1995.

NEWITT, M. The early history of the sultanate of Angoche. The Journal of African History, v. 13, n. 3, p. 397-406, 1972a.

______. Angoche, the slave trade and the portuguese. The Journal of African History, v.13, n.4, p.659-672, 1972b.

RODRIGUES, E. Senhores, escravos e colonos nos prazos dos Rios de Sena no século XVIII: conflito e resistência em Tambara. In: Conference The Evolution of Portuguese Asia: Quincentenary Reflections: 1498-1998, Charleston, South Carolina, Estados Unidos da América, 18-20 mar. 1999.

SANTOS, C. M. Escrever o poder. Os autos de vassalagem e a vulgarização da escrita entre as elites africanas Ndembu. Revista de História, São Paulo: Dept. História/USP, n. 155, 2º semestre, 2006. p. 87-90.

SANTOS, G. A. Reino de Gaza: o desafio português na ocupação do sul de Moçambique (1821-1897). São Paulo: Alameda, 2010.

SERRA, C. História de Moçambique. Maputo: Universidade Eduardo Mondlane, Departamento de História e Tempo Editorial, 1982.

VILHENA, E. J. de. Cia. do Nyassa: Relatório e Memórias sobre os territórios. Lisboa: Typographia da “A Editora”, 1906.




DOI: https://doi.org/10.22456/1983-201X.45507

Anos 90 - Revista do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Rio Grande do Sul