Espelhos pós-coloniais, imagens coloniais: discursos e representações sobre os portugueses em livros didáticos angolanos de História elaborados no pós-independência (1979-2000)

Anderson Ribeiro Oliva

Resumo


O ensaio tem como intenção analisar parte dos discursos e representações elaborados sobre os portugueses em manuais escolares de História produzidos e utilizados em Angola no período que se segue à independência política do país, em 1975. O texto apresentado, fruto de uma investigação de maior dimensão, partiu dos referenciais teóricos vinculados aos Estudos Africanos, aos Estudos Culturais e Pós-Coloniais, para identificar a forma como parte da produção didática angolana recepcionou, fomentou e divulgou o entendimento acerca da identidade nacional e das relações coloniais e pós-coloniais com os portugueses. A partir dos pressupostos elencados selecionamos para uma reflexão inicial dois livros produzidos entre 1979 e 2000 destinados à 4ª classe de escolaridade.


Palavras-chave


Identidade;, Estudos pós-coloniais; Angola; Ensino; Colonização

Texto completo:

PDF

Referências


APPIAH, K. A. Na Casa de Meu Pai: a África na filosofia da cultura. Contraponto, Rio de Janeiro, 1997.

BARBOSA, M. F. Nação, um discurso simbólico da modernidade. Crítica Cultural, Palhoça, v. 6, n. 1, p. 203-216, jan./jun. 2011.

BHABHA, H. K. O local da cultura. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2003.

CHATTERJEE, P. Colonialismo, Modernidade e Política. Salvador: EDUFBA; CEAO, 2004.

FALOLA, T. Nacionalizar a África, culturalizar o Ocidente e reformular as humanidades na África. Afro-Ásia, UFBA, n. 36, p. 9-38, 2007.

GILROY, P. Multicultura e Convivialidade na Europa Pós-Colonial. A Urgência da Teoria. Lisboa: Tinta da China; Fundação Calouste Gulbenkian, p. 167-188, 2007.

HALL, S. Da diáspora. Identidades e mediações culturais. Belo Horizonte: Editora da UFMG, 2009.

MBEMBE, A. As formas africanas de auto-inscrição. Revista Estudos Afro-Asiáticos, Rio de Janeiro, ano 23, n. 1, p. 171-209, 2001.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO DA REPÚPLICA DE ANGOLA. História, Iniciação à História, Ensino de Base, 4ª classe. Lisboa: Artes Gráficas/Galeria do Tempo; Luanda: INIDE-MED, 2000.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO DA REPÚPLICA POPULAR DE ANGOLA. Iniciação à História de Angola, Ensino de Base, 4ª classe. Luanda: ME; Plátano Editora, 1979.

OLIVA, A. R. Entre Conquistas e Descobertas: abordagens da história africana entre os séculos VII e XVIII nos manuais escolares portugueses. O ensino de história da África em debate: saberes, práticas e perspectivas. Goiânia: PUC de Goiás, 2011, p. 129-154.

______. O que as lições de história ensinam sobre a África? Reflexões acerca das representações da história da África e dos africanos nos manuais escolares brasileiros e portugueses. Revista Solta a Voz, v. 20, p. 214-231, 2009.

______. História da África nos bancos escolares: representações e imprecisões na literatura didática. Estudos Afro-Asiáticos (UCAM. Impresso), Rio de Janeiro, v. 25, n.3, p. 421-461, 2003.

SÁ, A. L. A ideia de Pós-Colónia em cientistas sociais africanos na diáspora. 7º Congresso Ibérico de Estudos Africanos, Anais eletrônicos, CEA-ISCTE, Lisboa, p. 1-9. 2010. Disponível em: https://repositorio.iscte.pt/handle/10071/2308. Acesso em: 20 dez. 2013.




DOI: https://doi.org/10.22456/1983-201X.45490

Anos 90 - Revista do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Rio Grande do Sul