A constituição das memórias sobre a repressão da ditadura: o projeto Brasil Nunca Mais e a abertura da Vala de Perus

Janaina Almeida Teles

Resumo


A transição brasileira para a democracia ocorreu sem rupturas evidentes. Sob a forte presença do legado ditatorial, a reconstituição factual e a reflexão crítica acerca do período autoritário permeiam-se por zonas de silêncio e interdições. A formação da memória sobre a repressão da ditadura teve dois eventos fundamentais, a publicação do projeto “Brasil: Nunca Mais” e a abertura da vala de Perus. O principal objetivo deste estudo é oferecer um panorama reflexivo sobre a interdição do passado recente, estabelecendo uma narrativa sobre a formação da memória social a partir destes momentos 'fundacionais', que empurraram os limites de transição pactuada a que o país assistiu. O panorama oferecido beneficia-se de entrevistas com pessoas diretamente envolvidas nestes eventos, documentos pouco explorados (i.e., anais da CPI da vala de Perus) e uma ampla revisão da bibliografia existente sobre o assunto.


Palavras-chave


Transição política; Tortura; Mortos e desaparecidos políticos; Ditadura e memória

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, C.; LISBÔA, Suzana; TELES, Janaina; TELES, M. A. (Orgs.). Dossiê Ditadura: mortos e desaparecidos políticos no Brasil (1964-1985). São Paulo, IEVE/Imprensa Oficial, 2009.

ALVES, Maria Helena M. Estado e oposição no Brasil (1964-1984). Petrópolis, Vozes, 1984.

BARCELLOS, Caco. “O ‘Globo Repórter’ sobre a vala de Perus”. In: TELES, Janaina (org.). Mortos e Desaparecidos Políticos: Reparação ou Impunidade? 2ª.ed., São Paulo, Humanitas/FFLCH-USP, 2001.

BAUER, Caroline Silveira. “A produção dos relatórios Nunca Mais na Argentina e no Brasil: aspectos das transições políticas e da constituição da memória sobre a repressão”. In: Revista de História Comparada, v.3, no.4, 2008. Disponível em: http://www.hcomparada.ifcs.ufrj.br/revistahc/revistahc.htm. Acesso em: 11 mar. 2011.

CALIGIURI FILHO, Júlio César et al. Onde estão? Relatório da Comissão Parlamentar de Inquérito que investigou a vala clandestina no Cemitério Dom Bosco, em Perus, e os desaparecidos políticos. São Paulo, Câmara Municipal de São Paulo, 1992.

CAMARGO, Ana Maria de Almeida. Entrevista concedida à Janaína de A. Teles. SP, 14/04/2011.

CAPELATO, Maria Helena R. Memórias da ditadura militar argentina: um desafio para a história. São Paulo, 2007, mimeo.

CRENZEL, Emilio. La história política del Nunca Más. La memória de las desapariciones em la Argentina. Buenos Aires, Siglo XXI, 2008.

FIGUEIREDO, Lucas. Olho por olho: os livros secretos da ditadura. Rio de Janeiro, Record, 2009.

GASPARI, Elio. A Ditadura Escancarada. São Paulo, Cia. das Letras, 2002.

JELIN, Elisabeth. Los trabajos de la memoria. Madrid, Siglo XXI, 2002.

LAJOLO, Teresa. Entrevista concedida à Janaina de A. Teles. SP, 10/04/2012.

LICHTSZTEJN, Carlos. Entrevista concedida por à Janaina de A. Teles. SP, 07/05/2010. AAPP/AEL-LEI.

LIMA, Samarone. Clamor. A vitória de uma conspiração brasileira. São Paulo, Objetiva, 2003.

MACHADO, Lenira. Entrevista concedida à Janaína de A. Teles. SP, 09 e 15/04/2009, AAPP/AEL-LEI.

RICOEUR, Paul. A memória, a história, o esquecimento. Campinas, Unicamp, 2007.

TELES, Janaina de A. Os herdeiros da memória: a luta dos familiares de mortos e desaparecidos políticos por “verdade e justiça” no Brasil. Mestrado, História/FFLCH, USP, 2005.

______. Memórias dos cárceres da ditadura: as lutas e os testemunhos dos presos políticos no Brasil. Doutorado, História/FFLCH, USP, 2011.

TRAVERSO, Enzo. El pasado, instruciones de uso. Historia, memoria, política. Madrid, Marcial Pons, 2007.

UCHÔA, Marcelo. Governo federal entrega restos mortais aos familiares de Miguel Sabat Nuet. São Paulo, 14/12/2011. Disponível em: http://marcelouchoa.blogspot.com.br. Acesso em: 20 dez. 2011.

WESCHLER, Lawrence. Um milagre, um universo: o acerto de contas com os torturadores. São Paulo, Companhia das Letras, 1990.

WINTER, Jay. “A geração da memória: as reflexões sobre ‘boom da memória’ nos estudos contemporâneos de história” In: SELIGMANN-SILVA, Márcio (org.). Palavra e imagem: memória e escritura. Chapecó, Argos, 2006.

ZAVERUCHA, Jorge. FH, Forças Armadas e Polícia. Entre o autoritarismo e a democracia (1999-2002). Rio de Janeiro, Record, 2005.




DOI: https://doi.org/10.22456/1983-201X.29423

Anos 90 - Revista do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal do Rio Grande do Sul